A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017

20/04/2017 20:56

Homem executado cumpria pena na Gameleira e foi alvo de sete tiros

Autor estava preso há seis meses no semiaberto; irmão dele foi morto nas mesmas circunstâncias há dois anos

Nyelder Rodrigues e Adriano Fernandes
Carro foi atingido por sete tiros, sendo que pelo menos três atingiram os ocupantes (Foto: Alcides Neto)Carro foi atingido por sete tiros, sendo que pelo menos três atingiram os ocupantes (Foto: Alcides Neto)

Foi identificado como Marcílio de Souza Junior, de 38 anos, o homem executado no fim da tarde desta quinta-feira (20) após ser perseguido por um motociclista na saída para Sidrolândia. Ele cumpria pena no presídio de regime semiaberto da Gameleira há três meses, por participar de um assalto.

Segundo a polícia, o carro que Marcílio dirigia e estava com a família foi atingido por sete disparos, mas ainda não se sabe com precisão quantos acertaram o motorista. A filha dele, que tem três anos, ficou ferida por um tiro no braço, enquanto a mulher dele, de 23, foi atingida na coxa esquerda.

A mulher e a criança foram levados para a Santa Casa pelo Corpo de Bombeiros, sendo acompanhados por uma adolescente de 13 anos, prima de Marcílio, e da bisavó materna da criança, que tem 82 anos. Elas também estavam no carro, mas não se feriram.

Marcílio estava retornando para a Gameleira em um carro Fiat Palio, quando perto do entroncamento entre o fim da extensão da avenida Lúdio Martins Coelho com a BR-262, no Anel Viário, percebeu que era perseguido por um motociclista.

Diante da situação, ele mudou a rota e entrou na rodovia indo sentido saída de Aquidauana. Porém, 600 metros depois ele foi alcançado pelo pistoleiro, que fez os disparos. Ele fugiu em seguida e Marcílio morreu no local.

"Foram sete disparos de arma calibre .40, mas apenas o laudo pericial vai indicar a logística dos tiros e quantos disparos atingiram a vítima", explica o delegado Hoffman Dávila, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, onde o caso será registrado.

Marca dos tiros ficaram no veículo (Fotos: Alcides Neto)Marca dos tiros ficaram no veículo (Fotos: Alcides Neto)
PRF coordenou trânsito, que ficou em meia pistaPRF coordenou trânsito, que ficou em meia pista

Por ora, a principal suspeita é que o crime tenha sido um acerto de contas. Um suspeito já foi identificado e está sendo procurado pela polícia. O corpo de Marcílio já foi retirado do local, mas o veículo segue ali para o término dos trabalhos da perícia. O trânsito segue lento e em meia pista naquele trecho.

Marcílio retornava para a Gameleira justamente por ter ido realizar uma sessão de tratamento, nesta tarde, por causa de lesões causadas em outro incidente que foi atingido por tiros. Um irmão dele também foi morto em circunstância parecidas há dois anos. A vítima deixa sete filhos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions