A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

03/02/2012 09:46

Travesti morre ao fazer lipoescultura em hospital infantil da Capital

Francisco Júnior

Morte foi durante cirurgia para a retirada de excesso de gordura e de silicone líquido injetável

Uma travesti de 26 anos morreu por volta das 16h15 de ontem, no hospital infantil São Lucas, em Campo Grande, após fazer uma cirurgia de lipoescultura.

De acordo com o delegado Miguel Said, do Primeira Delegacia de Polícia, a equipe médica informou que Rosenildo Martins, nome de registro o paciente, passou por uma cirurgia para a retirada de excesso de gordura e silicone líquido injetável.

No pós operatório, segundo o registro policial, a travesti entrou em choque, sofreu várias paradas cardíacas e estava reagindo os procedimentos. Porém, horas depois acabou morrendo.

O caso será investigado pelo 1º Distrito Policial.

Eventos de Natal, inauguração de igreja e obras interditam 9 ruas na Capital
A Agetran (Agência Municial de Transporte e Trânsito) informa que pelo menos 9 ruas terão o tráfego impedido neste domingo (17) em Campo Grande. O fe...
Bandidos armados com faca usam carro prata para assaltar vítimas
Dois homens armados com faca em um carro prata - com placas HTI-8594 - assaltaram ao menos duas vítimas, na madrugada deste domingo (17), no Bairro C...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...


Toda cirurgia tem seu risco, com certeza esse paciente sabia dos ricos que corria !negligencia médica? duvido! pois um profissional como o Dr Paulo jamais cometeria esse erro!
Sou paciente dele faz fiz duas cirurgias todas com sucesso!
 
ricardo rocha paixão em 08/02/2012 10:52:53
Prezados, não deveria ter acontecido, mas aconteceu. Poderia não ser um travesti e a cirurgia poderia não ser de lipo. O hospital é infantil, mas será quem tem estrutura para cirurgias estética?! A nossa responsabilidade social é com a estrutura do hospital com os responsáveis por esse local e com a vida do nosso próximo e não com a opção sexual. Uma família hoje sofre e chora.
 
Léia Santos em 07/02/2012 01:17:38
Por fim,Sr. Júlio,lhe dedico Renato Russo:
"Vamos celebrar a estupidez humana [...]
A estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
[...]
Vamos celebrar nossa justiça
A ganância e a difamação
Vamos celebrar os preconceitos
[...]
Comemorar a água podre
E todos os impostos
[...]Toda a hipocrisia
[...]
Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta
De bom senso
Nosso descaso por educação".
Bom dia.
 
Madalena Sortioli em 06/02/2012 12:33:45
Por que tanta amargura Sr. Júlio? Não se reprima... Mas deixa eu lhe informar, porque na Idade das Trevas (que é a que o Sr. vive e milagrosamente dela conseguiu a acessar a internet) não deve ter essa informação: homossexualidade NÃO é crime aqui no século em que vivemos e o foco da matéria é um fato com um SER HUMANO e não a sua orientação sexual.
O preconceito cega, e o Sr. é a prova disso.
 
Madalena Sortioli em 06/02/2012 10:55:37
NOSSA QUANTA GENTE MAL INFORMADA, UM HOSPITAL PODE SER USADO PER CIRURGIAS MESMO SENDO INFANTIL INDEPENDETE DO TIPO DE CIRURGIA, GENTE DESPEITADA QUE NAO TEM OQUE O FAZER, HOMOFOBICOS DESOCUPADOS,...CADA UM TEM O DIREITO DE SER O QUE E COMO QUER, ASSIM COMO ERA UM TRAVESTI PODERIA SER UMA PESSOA NORMAL, PODERIA SER UMA PESSOA DE SUA FAMILIA FAZENDO UMA CIRURGIA DO CORACAO..NAO MUDA NADA.....
 
july reyes em 05/02/2012 08:26:20
Srª Madalena Sortioli , no minímo você deve ser mãe de um tipo como esse e por isso defende. É uma pena não existir lei contra essa espécie, tanto eles como os que os defendem.
 
Julio Martini em 04/02/2012 04:33:22
Que absurdo um hospital infantil efetuar cirurgia de estética???????????
 
Alexandre Alves em 03/02/2012 11:35:20
Aprendi a respeitar as diferenças, mais independente disse, fazer esse tipo de procedimento em um hospital infantil é pra acabar.
 
mauricio almeida em 03/02/2012 11:07:43
Agora quanto ao fato... penso que as cirurgias são procedimentos de risco, que devem ser profundamente avaliadas tanto por parte do médico quanto do paciente. Fatalidades ocorrem nos mais simples procedimentos e vidas humanas são perdidas e para falar isso ou aquilo sem cometer injustiças contra o médico ou o paciente, somente após o laudo...
 
Madalena Sortioli em 03/02/2012 07:00:45
Sr. Júlio Martini, com todo o respeito, crianças não podem ser expostas a pessoas que têm pensamentos e atitudes como a que o Sr. mesmo acabou de revelar.
É bem provável que o Sr. seja mais danoso a um ser humano em formação que qualquer outra pessoa no exercício da livre escolha de sua orientação sexual.
"Esse tipo de gente".
O que é isso, cidadão? Tome tenência.
 
Madalena Sortioli em 03/02/2012 06:47:11
Caro Mauricio eu tambem aprendi a respeitar as diferenças e as opições, mas ainda não consegui entender até onde vai a irresponsabilidade dos profissionais de "saúde"que a cada dia consegue uma nova proeza...lipo no açougue digo no Hospital infantil São Lucas,definitivamente não da pra entender.
Tem que colocar o nome dos responsaveis por este grande feito.
 
Helenice oliveira em 03/02/2012 04:35:38
Nunca entendí o que aquele hospital tem de infantil, o atendimento é péssimo, levei meu filho para uma consulta pela Unimed e nunca fui tão mal atendido como lá, agora piorou, um hospital que se diz infantil com esse tipo de gente circulando no meio das crianças, isso é errado, não pode expor crianças a esse tipo de gente, quando tiverem idade, aprender por conta mas não expor nessa idade.
 
Julio Martini em 03/02/2012 01:17:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions