A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

10/09/2018 12:09

Hospital do Trauma começa a funcionar com base na confiança, diz presidente

Presidente da Santa Casa explicou que a contratualização dos aditivos referentes à Unidade ainda não foram assinados

Izabela Sanchez
Primeiros pacientes começaram a ser transferidos nesta segunda-feira (Henrique Kawaminami)Primeiros pacientes começaram a ser transferidos nesta segunda-feira (Henrique Kawaminami)

“Nós estamos assumindo com base na confiança”. Foi o que declarou o presidente da ABCG (Associação Beneficente da Santa Casa), Esacheu Nascimento, sobre a inauguração o Hospital do Trauma, que recebeu os primeiros pacientes na manhã desta segunda-feira (10). Segundo o presidente, o documento prevendo prevê aditivos ao contrato de repasse de verbas do hospital, inaugurado em março, ainda não foi assinada.

“Foi conversado, mas nada finalizado”, comentou Esacheu. O presidente da Santa Casa afirma que os valores foram acertados durante reunião entre o hospital, MPF-MS (Ministério Público Federal), MPMS (Ministério Público Estadual), as secretarias do Estado e do Município de Saúde e o Ministério da Saúde.

O Ministério fica responsável pelo repasse gradativo de valores. Em outubro seriam R$ 2 milhões, em novembro R$ 4 milhões e a partir de dezembro, R$ 6 milhões. O Governo do Estado e a Prefeitura ficariam responsáveis pelo repasse mensal de R$ 2 milhões cada.

Nesta manhã, a autônoma Patrícia de Souza Corrêa, 35 anos, foi a primeira paciente a inaugurar, de fato, a unidade. Ela foi vítima de acidente de moto e há um mês está em recuperação. Dos 39 pacientes internados na ortopedia e traumatologia, 60% foram internados após acidente de trânsito.

O Corpo de Bombeiros também realizava a última vistoria no estabelecimento. Conforme as informações foram divulgadas pela equipe no local, foram realizados testes para checar detecção de fumaça, alarme de incêndio e sistema de hidrante.

Diretora-técnica da Santa Casa, Ana Tereza Martins de Alcântara explicou que serão transferidos, nesta segunda-feira, 48 pacientes. Desse total, 39 estavam na enfermaria do setor de ortopedia e traumatologia.

“O espaço físico está pronto, os pacientes precisam ser atendidos, mas ainda não está formalizado o contrato para subsidiar esses pacientes. Nós temos um prédio novo, limpo, e, ao mesmo tempo eu tenho pacientes na cama aqui na ortopedia, então tomamos essa iniciativa de transferir”, explicou.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions