A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

31/03/2014 09:45

IFMS atrasa obra e pais denunciam falta de condições em salas alugadas

Aliny Mary Dias
Nova sede ainda não está pronto e causa revolta em alunos (Foto: Marcos Ermínio)Nova sede ainda não está pronto e causa revolta em alunos (Foto: Marcos Ermínio)

Alvo de reclamações constantes por parte dos alunos, a sede provisória do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), localizada na Avenida Júlio de Castilho, no bairro Panamá, passa por problemas estruturais que, segundo denúncia de pais, contribuem para a formação deficiente em alguns cursos.

Atualmente em sede provisória em razão de a definitiva estar em construção na Rua Harmonia, no bairro Santo Antônio, o campus não comporta os 1,8 mil alunos que estudam em quatro cursos técnicos do nível médio, 11 à distância e um curso superior em tecnologia.

Regina Alves, de 46 anos, é mãe de uma das alunas que está desde 2012 estudando na instituição o curso técnico de informática, modalidade integrada ao nível médio. Ela conta que as instalações são pequenas em relação à quantidade de alunos que só aumenta.

“Já era pequeno no ano que minha filha entrou, mas agora entrar mais turmas e não tem estrutura para atender. Os banheiros estão precários e nossa maior preocupação é com relação aos laboratórios”, diz.

De acordo com Regina, alunos de informática, que já passaram para a fase prática do curso, não conseguem usar os computadores em razão da não liberação das máquinas. O mesmo acontece com alunos do curso técnico de Mecânica.

A mãe diz ainda, que vários pais se reuniram no ano passado para pedir uma providência à diretoria do campus, mas as respostas foram vagas.

“Fizemos uma reunião, produzimos um documento e encaminhamos para o MPF (Ministério Público Dederal) e também para o MEC (Ministério da Educação), mas o que queremos mesmo é a sede pronta porque são institutos com boa formação, mas a estrutura faz com que eles saiam com o ensino deficiente”, completa Regina.

Demora – No início do ano, o Campo Grande News falou sobre o atraso da obra da sede definitiva. Na época, a União foi obrigada a ampliar o contrato de aluguel do prédio do bairro Panamá que tem um custo de R$ 24,6 mil por mês.

No contrato assinado no ano de 2009, a empreiteira prometeu concluir o prédio em quase cinco anos, mas após 3,5 anos, apenas três dos cinco blocos estão prontos. O prazo final, previsto no contrato inicial, é em julho deste ano.

Outra novidade no processo de conclusão do prédio é um aviso de alteração de licitação publicado na última semana no DOU (Diário Oficial da União). No texto, foi aberta a concorrência para compra de dois contêineres adaptados como sala de aula. O objetivo, segundo o texto, é a expansão do campus da Capital. A expectativa é que o pregão eltrônico ocorra no próximo dia 3 de abril.

Outro lado -  Segundo a nota encaminhada ao Campo Grande News por meio da assessoria de imprensa, a conclusão da obra dos cinco blocos, três deles já prontos, está prevista para o segundo semestre deste ano. No entanto, não há previsão de funcionamento do campus.

A diretoria do campus provisório, alvo de reclamações por parte de pais e alunos, negou os problemas denunciados. Conforme a nota, toda a estrutura funciona normalmente, incluindo os banheiros. Sobre a falta de educação física em razão de ausência de espaço, a diretoria do IFMS também negou e explicou que os alunos são encaminhados em veículos próprios até Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), cedido pela Polícia Militar.

A falta de acesso nos computadores, conforme a diretoriam, deve ser resolvida com a contratação de um técnico de laboratória em informática. O instituto também negou problemas em relação ao laboratório de mecânica, já que as aulas são feitas em convênio com a UCDB (Universidade Católica Dom Bosco).

Com salário de até R$ 8 mil, seguem abertas inscrições para concurso do IFMS
O IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) continua com inscrições abertas do concurso público para professores. Ao todo, são 25 vagas. Inicial...
IFMS abre 1,8 mil vagas para cursos de qualificação em 24 cidades de MS
O IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) abriu nesta quinta-feira (27), 1.860 vagas em cursos de qualificação profissional do Pronatec (Progr...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions