A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

03/07/2012 23:35

Incêndio perto da Mata do Segredo preocupa gestores da reserva

Luciana Brazil
Ao lado do Parque Estadual, militares tentam conter o fogo.(Fotos:Simão Nogueira)Ao lado do Parque Estadual, militares tentam conter o fogo.(Fotos:Simão Nogueira)

Um incêndio na tarde de hoje destruiu cerca de três hectares de uma área particular ao lado do Parque Estadual Matas do Segredo, no bairro Jardim Presidente. O Corpo de Bombeiros foi acionado e três militares conseguiram conter o fogo utilizando abafadores.

Dois funcionários do parque também ajudaram na contenção do incêndio. As causas ainda eram desconhecidas, mas existem suspeitas de que algum morador tenha colocado o fogo propositalmente para queimar lixo.

A gestora do parque estadual, Ana Bergler, funcionária do Imasul (Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), afirmou que a preocupação nesses casos é que o fogo se alastre pela vegetação, alcançando a área do parque.

Bergler lembrou ainda que um incêndio no ano passado, que teve início na mesma área particular, destruiu cerca de 30% da vegetação do parque, que tem 180 hectares. “A área é destinada a pesquisa da fauna e flora”, explicou a gestora.

A militar usa abafadores para conter o fogo na avenida Profº Heráclito Diniz Figueiredo.  A militar usa abafadores para conter o fogo na avenida Profº Heráclito Diniz Figueiredo.

Segundo o sargento Flavio Abel do Corpo de Bombeiros, o fato dos ventos terem sidos fracos na cidade, não piorou a situação. “Se estivesse ventando teria sido pior”.

Segundo os moradores, os incêndios no local acontecem de duas a três vezes por ano. De acordo com informações dos gestores do parque, os incêndios, normalmente, começam depois que alguém coloca fogo para queimar lixo.

Novos focos: Na avenida Profº Heráclito Diniz Figueiredo, no bairro Estrela do Sul, na margem do córrego Segredo, um novo foco de incêndio fez com que os bombeiros fizessem outra parada.

Após cessar o fogo ao lado do parque, os militares adentraram no mato para apagar o foco que estava na beira da avenida, ao lado da pista de pedestres.

Segundo eles, com a chegada do inverno, a queimadas se tornam mais frequentes.



Continuará assim. Depois que saiu o florestinha de lá e portanto saíram os policiais ambientais, houve incêndio até de dentro para fora. Tem consumo de droga dentro etc Existe um projeto de abertura para Educação Ambiental abrindo o Parque à população com construção do prédio para o Florestinha há cerca de 5 anos e tinha dinheiro de medidas compensatórias, porém, depois de diversas reuniões, nada
 
Bruno Baque em 04/07/2012 08:08:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions