A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

10/02/2015 17:28

Irmãos mataram padrasto a facadas para vingar briga com mãe

Michel Faustino
Bebê estava foragido desde junho do ano passado. (Foto: Alcides Neto)Bebê estava foragido desde junho do ano passado. (Foto: Alcides Neto)
Segundo o delegado, os autores teriam agredido a vitima na intensão de revidar agressão contra mãe. (Foto: Alcides Neto)Segundo o delegado, os autores teriam agredido a vitima na intensão de revidar agressão contra mãe. (Foto: Alcides Neto)

O desentendimento entre um casal foi o estopim de um assassinato ocorrido no sábado (07) em um bar no bairro Almeida Lima, na Capital. Para defender a mãe de suposta briga com o padrasto, Wellynthon da Silva Fernandes, vulgo “Bebê”, 19 anos, e seu irmão, um adolescente de 16 anos, mataram o padrasto Daniel Augusto Martines de Almeida, 27 anos, com 20 facadas.

Segundo o delegado Geraldo Marim Barbosa, da 7ª DP, a vitima morava com a mãe dos autores, identificada apenas como Tania, e com o menor em uma residência que fica em frente ao estabelecimento onde ocorreu o crime. 

Conforme apurado pela polícia, as brigas entre o casal era frequente, no entanto, no dia do crime, Tania decidiu dar um basta na situação e expulsou Daniel de casa. Porém, o mesmo afirmou que não sairia e ameaçou a mulher. Foi então que ele foi surpreendido pelos autores que o golpearam com cerca de 20 facadas.

Wellynthon, o Bebê, estava foragido da colônia penal agroindustrial desde o dia 01 de junho de 2014 e o menor tem passagem por furto.

Contradição – A proprietário do estabelecimento, Rosameiry da Silva Souza, 55 anos, conhecida como “Rosa”, disse ao Campo Grande News que o crime ocorreu por volta das 23h quando Daniel se preparava para ir embora do bar. Ele estava no local desde às 22h, bebendo com a mulher e com os dois filhos. Ao abaixar para pegar o boné, Daniel recebeu uma facada na nuca e caiu, sendo brutalmente assassinado.

Crime – Daniel estava foragido do Centro Penal Agroindustrial da Gameleira, onde cumpria pena em regime semiaberto. Equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e do Corpo de Bombeiros foram acionadas, mas o encontraram sem vida.

Tânia chegou a prestar depoimento à polícia, no entanto, a história apresentava inúmeras contradições. Ela também impediu que a filha desse a sua versão sobre os fatos.

Autor foi apresentado na tarde de hoje. (Foto: Alcides Neto)Autor foi apresentado na tarde de hoje. (Foto: Alcides Neto)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions