A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

16/05/2014 16:50

Ivandro invadiu sala e comandou abusos em funcionárias e advogada

Filipe Prado
Para poder sair com a bolsa, Tatiana foi revistada intimamente e se sentiu abusada (Foto: Marcos Ermínio)Para poder sair com a bolsa, Tatiana foi revistada intimamente e se sentiu abusada (Foto: Marcos Ermínio)

Após várias denúncias de abusos do invasores sofridos por funcionários públicos, a procuradora jurídica da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), Tatiana Pires Zalla, afirmou ter sido abusada por um aliado do ex-prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), que teve cassação do mandato suspensa e imediata posse da prefeitura. Enquanto expulsavam os cerca de 450 funcionários da secretaria, várias pessoas realizavam revistas íntimas nas funcionárias.

De acordo com a advogada, por volta das 16h40 de ontem (15), uma mulher, identificada como Rosenmari Witwtzky, a surpreendeu com um chute na porta. “Ela entrou gritando e dizendo fora daqui”, contou.

Cerca de 30 invasores, coordenados pelo ex-secretário de saúde Ivandro Fonseca e sua esposa, conforme Tatiana, começaram a expulsar todos os funcionários da secretaria. “Disse que queria tirar minha bolsa, meu carro, meu celular”, mas a advogada relatou que Rosenmari só a deixaria sair com seus pertences se ela fosse revistada. “Eu levantei e disse que queria ser revistada”, contou.

Usando vestido, Tatiana se levantou para pegar a bolsa e ir embora, então a mulher chamou um homem para revista-lá. “Ele me revistou e eu de vestido. Fique tão 'estagnada' que na hora não consegui raciocinar. Me senti abusada”, frisou. “Foi um momento tão vergonhoso”, lembrou.

“Foi muito constrangedor. Ficamos em pânico, pois fomos todos pegos de surpresa”, constatou a advogada. Ele ainda disse que várias mulheres foram revistadas na frente de todos, além de serem vaiados enquanto saiam da prefeitura.

Após o constrangimento, Tatiana explicou que os servidores foram embora, porém voltaram mais tarde depois do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) cassar a liminar do juiz da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, David de Oliveira Gomes Filho, que determinou a posse imediata de Bernal.

“Eu recebi uma ligação do Darlei Menezes, que é chefe de gabinete, pedindo que eu o encontrasse na frente da Sesau para ver o que havia sumido. Um Guarda Municipal, identificado como Ranzi, disse que nós não poderíamos entrar e disse que estava cumprindo ordens do comandante Jony (Cabreira Lopes)”.

Hoje (16) por volta das 7h eles voltaram para a secretaria e constataram o todas as fechaduras da Sesau haviam sido trocadas, então chamaram um chaveiro que abriu as portas. Tatiana mencionou que encontrou a secretaria “uma sujeira” e deu a falta de vários computadores, 50 sindicâncias, além de objetos pessoais.

O Campo Grande News entrou em contato com o ex-secretário de saúde Ivandro, mas o celular estava desligado.



NAO ACREDITO NESSA HISTORIA , NAO ACREDITO MESMO ...
 
antonio gonçalves da silva em 17/05/2014 08:51:08
Um absurdo.... falta de respeito e de inteligência é claro.... deveriam aguardar o devido processo legal para a apresentação do mandado,,, mostraram que não estavam preparados para ocuparem cargos tao importantes,,,, Devem ser penalizados , conforme a Lei.
 
JOSAFA PEREIRA DOMINONI em 16/05/2014 18:38:02
Caso de policia, absurdo a atitude deste Ivandro.
 
GILBERTO P PEREIRA em 16/05/2014 17:53:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions