A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

07/05/2013 09:36

Juiz arquiva ação da Defensoria que pedia internação de Maníaco da Cruz

Francisco Júnior

O juiz da 1ª Vara de Execuções Penais de Campo Grande, Gil Messias Fleming, arquivou a ação ingressada pela Defensoria Pública que pedia a transferência de Dionathan Celestrino, o Maníaco da Cruz, da 7ª Delegacia de Polícia para uma clínica psiquiatrica.

Para justificar sua decisão, o magistrado informou que “Dyonathan Celestrino se encontra internado no Hospital Santa Casa de Misericórdia desde 03/05/2013, razão pela qual o presente pedido perdeu seu objeto. Ante o exposto, arquivem-se os presentes autos”.

Dionathan vai ficar internado no hospital por tempo indeterminado. Ele foi transferido por uma decisão do juiz da 1ª Vara Cível de Ponta Porã, Mauro Nering Kaloh, que determinou a prisão do governador André Puccinelli (PMDB) e da secretária estadual de Saúde, Beatriz Dobashi, caso o Maníaco não fosse internado na Santa Casa.

O jovem de 21 anos ficou conhecido como Maníaco da Cruz após matar três pessoas em Rio Brilhante e colocar os corpos em posição de crucificação. Dyonathan fugiu da Unei (Unidade Educacional de Internação) de Ponta Porã em março deste ano. Ele se refugiu na cidade de Horqueta, no Paraguai, onde acabou capturado no dia 29 de abril.

O impasse sobre a situação de Dionathan Celestrino se arrasta desde outubro de 2011, quando venceu o prazo legal de permanência na Unei (Unidade Educacional de Internação) de Ponta Porã.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions