A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

04/05/2012 17:22

Juiz manda marcar para junho júri de homem que esfaqueou crianças

Nadyenka Castro

Izaelso Júnior Soares de Moraes, 27 anos, foi pronunciado por tentativa de homicídio duplamente qualificada

Menina de 11 anos foi uma das vítimas de Izaelso. (Foto: João Garrigó)Menina de 11 anos foi uma das vítimas de Izaelso. (Foto: João Garrigó)

O juiz Alexandre Ito, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, mandou marcar para junho o julgamento de Izaelso Júnior Soares de Moraes, 27 anos, que na madrugada do dia 14 de agosto do ano passado, na Vila Nhá-Nhá, em Campo Grande, esfaqueou a ex-sogra, duas crianças e só não agrediu a ex-mulher porque ela conseguiu se trancar no banheiro.

A confirmação do júri popular para o próximo mês depende de disponibilidade de data.

O magistrado determinou que sejam atualizados os antecedentes criminais de Izaelso e que sejam anexados ao processo o exame de corpo de delito em duas das três vítimas. “As providências deverão ser tomadas com a máxima urgência, a fim de que o processo seja incluído na pauta de julgamentos do mês de junho”, diz o juiz.

Izaelso foi pronunciado por tentativa de homicídio duplamente qualificada: pelo motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima. A defesa de Izaelso pediu a retirada das qualificadoras, o que não foi acatado.

O crime - Izaelso e Lucimar Barros Giroto conviveram por nove meses. Em julho, duas semanas antes da tentativa de homicídio, ela terminou o relacionamento devido à agressividade do companheiro.

Por volta da 1h30min do dia 14 de agosto, Izaelso desligou a chave de energia da residência onde a ex-mora, e, como ainda tinha as chaves dos cadeados, abriu e entrou na casa, foi até a cozinha e pegou uma faca.

Estava escuro e a primeira pessoa que ele encontrou foi a ex-sogra, Dinorá Barros Giroto. Ela foi ferida com seis golpes na região do rosto, seio direito e pescoço.

Dinorá gritou por socorro e acordou a neta, de 11 anos. A segunda vítima de Izaelso.

A menina foi atingida nos braços e costas e ainda foi jogada contra uma mureta, onde bateu a cabeça e ficou desmaiada por alguns segundos.

A terceira vítima do acusado foi o filho mais novo da ex-companheira. A criança, de apenas três anos na época, estava no quarto, acordando e descendo da cama. O menino foi ferido nos braços e nas costas.

Enquanto feria as pessoas, Izaelso procurava a ex-companheira, que se trancou no banheiro. A menina de 11 anos começou a gritar e, com medo da reação dos vizinhos, o agressor fugiu.

Todos foram socorridos para a Santa Casa. Os irmãos receberam alta ainda no domingo e Dinorá três dias depois. Izaelso foi preso quatro dias depois. Ele foi encontrado escondido dentro do guarda-roupa da casa de uma tia, no Jardim Tarumã.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions