A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

18/04/2016 13:30

Juiz nega pedido de reconsideração de Bernal para tirar vídeo da Fetems do ar

Ricardo Campos Jr.

O juiz Fábio Possik Salamene, da 14ª Vara Cível de Campo Grande, negou pedido de reconsideração apresentado por Alcides Bernal (PP) contra a decisão, em caráter liminar, que manteve no ar o vídeo da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação) desmentindo o município sobre o piso salarial dos professores.

Segundo informações do processo, o prefeito apresentou documentos novos que, segundo ele, comprovavam serem verdadeiras as alegações de que as críticas feitas pela entidade são infundadas e destinadas a difamá-lo.

No entanto, os argumentos não foram capazes de mudar o entendimento de Salamene, que manteve a decisão tomada no dia 15 de março, negando pedido do gestor público para que as imagens fossem imediatamente retiradas do ar. Para o magistrado, não se tem certeza de que as críticas são infundadas e destinadas a difamar o prefeito.

Como as duas decisões são em caráter liminar, o processo continua seu curso. Bernal pede indenização por danos morais contra a Fetems.

O problema começou quando a prefeitura divulgou peça publicitária, veiculada em TV aberta, informando que salário inicial de um educador na Capital ultrapassa os R$ 5 mil.

Em resposta, a Fetems divulgou um vídeo afirmando que o valor correto é R$ 1.697,37 por 20 horas e ainda acrescentou trechos de um discurso feito por Bernal durante a campanha. Nas imagens, ele promete respeitar o piso nacional, respeitar e ouvir a categoria.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions