A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

20/02/2015 11:06

Juiz ouve testemunhas e novo depoimento sobre propina será no DF

Aline dos Santos
Roberlayne Alves chegou a ser presa em flagrante. (Foto: Reprodução)Roberlayne Alves chegou a ser presa em flagrante. (Foto: Reprodução)

A Justiça Federal ouviu duas testemunhas de acusação no processo contra a ex-consultora técnica do Ministério da Saúde, Roberlayne Patrícia Alves, acusada de arquitetar a cobrança de propina do Hospital do Câncer Alfredo Abrão, em Campo Grande, para a liberação de verbas públicas.

De acordo com o juiz federal Odilon Oliveira, os depoimentos, colhidos ontem à tarde, foram ouvidos o delegado da PF (Polícia Federal) que atuou no caso e Carlos Coimbra, diretor do hospital.

De acordo com o magistrado, não há previsão de término do processo, pois seis testemunha serão ouvidas por meio de carta precatória em Brasília. “A maior parte do ministério”, diz o juiz. Em seguida, vão depor as testemunhas de defesa e , por fim, a ré será interrogada.

Também é réu no processo Pedro Paulo Prince dos Santos, ex-namorado de Roberlayne. Ambos respondem por crimes de lavagem ou ocultação de bens, direitos ou valores.

Segundo investigações, Roberlayne exigiu R$150 mil do hospital para “agilizar a aprovação do convênio”, avaliado em R$ 4,6 milhões. O hospital pleiteava verba pública rara aquisição de um acelerador linear e de equipamentos para o tratamento contra o câncer.

Denunciada pelo diretor do hospital, a então consultora passou a ser monitorada pela Polícia Federal e foi presa em flagrante no dia 16 de junho, em Campo Grande, ao receber parte da propina. Ela já está em liberdade. 

Conforme o MPF (Ministério Público Federal), Pedro Paulo é acusado de fornecer dados bancários de seu pai para o depósito da propina, com o objetivo de impedir o rastreamento dos valores. Pelo auxílio, foi retribuído com R$ 6 mil. Em caso de condenação, a pena vai de 5 a 22 anos de prisão.

MPF denuncia servidora e ex-namorado por cobrar R$ 150 mil de propina
A ex-consultora técnica Roberlayne Patrícia Alves e o ex-namorado, Pedro Paulo Prince dos Santos, foram denunciados pelo Ministério Público Federal (...
Suspeita de cobrar propina era pressionada e diz que agiu sozinha
Presa na noite do dia 17 de junho pela Polícia Federal no âmbito da ‘Operação Lantire’, Roberlayne Patrícia Alves, 28 anos, suspeita de pedir propina...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions