A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 25 de Setembro de 2017

25/07/2017 18:31

Justiça mantém veto das visitas a presos em penitenciárias federais

Anahi Zurutuza
Fachada do Presídio Federal em Campo Grande (Foto: Alcides Neto/Arquivo)Fachada do Presídio Federal em Campo Grande (Foto: Alcides Neto/Arquivo)

A segunda instância da Justiça Federal em Brasília decidiu hoje (25) manter a suspensão de visitas íntimas e sociais a presos que estão detidos em cinco presídios federais brasileiros, incluindo o de Campo Grande.

O benefício estava suspenso por 30 dias com base em uma decisão tomada pelo Depen (Departamento Penitenciário Nacional), após o registro de mortes de agentes, que teriam sido encomendadas por líderes de organizações criminosas.

No entanto, as visitas tinham sido autorizada novamente por um juiz da 12ª Vara Federal em Brasília.

Conforme apurou a Agência Brasil, o desembargador Cândido Ribeiro, do TRF-1 (Tribunal Regional Federal) da 1ª Região, entretanto, entendeu que a medida do Depen é necessária para preservar a segurança dos agentes penitenciários após o registro das mortes.

De acordo com as investigações, uma psicóloga que trabalhava no presídio de Catanduvas, interior do Paraná, foi assassinada com dois tiros na cabeça e outros dois agentes penitenciários também foram executados em Mossoró, no Rio Grande do Norte, a mando de presos do Sistema Penitenciário Nacional.

Os criminosos estariam planejando outros assassinatos. Na Capital, a proibição gerou protestos.

As visitas estão proibidas, até sexta-feira (28), a detentos de Catanduvas (PR), Mossoró (RN), Campo Grande (MS) e Porto Velho (RO), sendo permitido apenas as videoconferências e as conversas com advogados nos parlatórios das unidades prisionais. (Com Agência Brasil)




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions