A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

01/11/2011 16:49

Justiça nega liberdade a jovem que matou taxista com dois tiros

Nadyenka Castro

Wesley Oliveira dos Santos, de 18 anos, atirou em Daniel Manoel Dudu, no início da manhã do dia 26 de agosto após uma corrida. A namorada dele, uma adolescente, foi apreendida

Wesley vai continuar preso, segundo determinação da Justiça. (Foto: João Garrigó)Wesley vai continuar preso, segundo determinação da Justiça. (Foto: João Garrigó)

O juiz Alexandre Tsuyoshi Ito, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, negou liberdade a Wesley Oliveira dos Santos, de 18 anos, preso pelo assassinato do taxista Daniel Manoel Dudu, ocorrido no início da manhã do dia 26 de agosto, em Campo Grande.

O magistrado negou pedido de revogação da prisão preventiva impetrado pela defesa do jovem, que com isso, continua na cadeia.

Wesley está preso desde 6 de setembro, quando foi encontrado pescando no rio Aquidauana. Ele estava hospedado em uma chácara. A namorada dele, de 17 anos, foi apreendida no dia do crime.

O crime aconteceu quando eles retornavam para casa após terem passado a noite do dia 25 e a madrugada fora. O casal entrou no táxi e pediu uma corrida até o Jardim Presidente, onde moravam.

De acordo com a Polícia Civil, o jovem atirou no taxista para não pagar a corrida. Já ele disse à imprensa que Manoel Dudu ofendeu a adolescente. A vítima foi atingida por dois tiros e morreu na Santa Casa.



Que este parasita permaneça longos anos atrás das grades, porque a família do trabalhador nunca mais o verá.
Sou totalmente à favor de prisão perpétua, pena que quem faz as leis tem medo de serem punidos pela lei que criam...
 
Wellington Sampaio em 01/11/2011 11:14:58
Que fique anos enjaulado...
 
neyde de oliveira em 01/11/2011 07:32:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions