A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/05/2013 15:58

Laudo aponta abuso sexual em menina de 7 anos; prima de 14 é suspeita

Mariana Lopes
No colo da mãe, a menina vive assustada (Foto: Marcos Ermínio)No colo da mãe, a menina vive assustada (Foto: Marcos Ermínio)

Os sintomas vieram devagar, mas perceptíveis aos olhos da mãe. Aos 7 anos, a menina começou a apresentar um comportamento agressivo na escola, não queria mais ler e nem escrever, ficou mais quieta e sempre que ficava nervosa com alguma situação começava a puxar os próprios cabelos.

Atenta, a mãe percebeu que algo não ia bem com a criança. A suspeita de abuso sexual foi confirmada no laudo psicológico feito no Conselho Tutelar, em Campo Grande. Mas o que a família menos esperava era que a autora do aliciamento fosse a prima da menina e que os abusos ocorressem dentro de casa, no banheiro.

Em poucas linhas, a psicóloga do Conselho Tutelar que atendeu a criança descreveu o quadro clínico dela: “abuso sexual, depressão e comportamento suicida em investigação”.

Em outro documento, a psicóloga detalha o relato da criança sobre o aliciamento, no qual ela contou que a prima, de 14 anos, a levava ao banheiro e passava as mãos pelo corpo dela e a tocava nas partes íntimas, sempre sob ameaça para que ela nunca contasse a alguém o que acontecia.

A vítima também relatou que certo dia chegou a ser machucada e até reclamou ao avó, mas, de acordo com o documento, ele não nem procurou saber como foi que a menina havia se machucado.

A denúncia ocorreu no último dia 17 de abril. Desde então, a criança vive uma rotina confusa, na qual precisou mudar de escola, começou a fazer sessões de terapias, foi morar em outra casa com a mãe e evita o convívio social com algumas pessoas.

Laudo aponta abuso sexual, depressão e comportamento suicida (Foto: Marcos Ermínio)Laudo aponta abuso sexual, depressão e comportamento suicida (Foto: Marcos Ermínio)

Junto de tudo isso, também veio a separação dos pais. Segundo a mãe da criança, que não terá o nome divulgado para evitar a identificação, a suspeita de ser autora dos abusos é prima do ex-marido e o aliciamento ocorria quando a menina ficava na casa dos avós paternos enquanto ela trabalhava.

A mãe, enfermeira, de 31 anos, também registrou boletim de ocorrência de violência doméstica e ameaça contra o ex-marido. “Ele me agrediu, minha filha nem chega perto dele, tivemos que mudar de casa, tive que sair do emprego para cuidar dela, a nossa vida virou um pesadelo”, desabafa a mulher.

De acordo com a delegada titular da Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), Rozeman Geise Rodrigues de Paula, foi expedido o mandado de intimação à acusada de ter cometido o abuso sexual para comparecer à delegacia prestar depoimento sobre o caso.

Ainda segundo a delegada, foi feito exame de corpo de delito na criança, que será anexado ao laudo. Em relação à violência doméstica e às ameaças, a investigação está na DEAM (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

A partir da denúncia, a família descobriu que a adolescente de 14 anos também molestava outra criança de 4 anos de idade. Os dois casos estão sendo investigados pela polícia.

Casos como esses, de abuso sexual no qual o autor é um membro da família, são comuns, principalmente nesta fase de pré-adolescência. A delegada Rozeman afirma que a incidência de abuso cometido por meninas é menor do que por meninos.

O caso também foi encaminhado pelo Conselho tutelar, órgão que recebeu a denúncia, ao Ministério Público Estadual, Caps Pós-Trauma, Sesau (Secretaria Estadual de Saúde) e Deaij.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


enquanto as famílias ficarem brincando de buscar Deus e não cuidar das crianças e da família é isto que vai acontecer.todas precisam de acompanhamentos,principalmente as famílias.
 
Elza Oliveira Da Silva em 24/05/2013 21:51:06
É horrível vc tem que defender seus filhos de estranhos que estão ai estrupando,violentando e matando ,agora,

,temos que defender de parentes tarados que estão ai soltos...DI MENORES... uma menina capaz de fazer isso com uma parenta imagina o que não vai fazer com outras ao longo da sua vida,será que tem cura...será... pais tomem cuidado não deixa seus filhos a merce de ninguem fiquem de olho,pois ai seu redor deve ter alguem de olho no seu filho!
 
lenir alves da silva em 23/05/2013 09:49:12
prisao perpétua não e sim pena de morte.
 
Ewerton Chimenes em 23/05/2013 08:44:05
E agora ? O trauma desta criança não vai passar e mentira falar q. e superado .
quando ela fazer a maior idade, isto vai refletir muito em sua vida .
Quando a esta menor intelinquente, tem que ser punida , antes que faça mais vitimas.
MUDA BRASIL ACORDA POVO...
 
marcia ribeiro em 23/05/2013 08:37:59
FAMILIA TOTALMENTE ACABADA NOTA SE PELA MATÉRIA. A BIBLIA DIZ QUE O INIMIGO VEIO PARA MATAR ROUBAR E DESTRUIR...TEMOS QUE ESTAR ALERTAS...POIS CADA DIA QUE PASSA A INSTITUIÇAO FAMILIA ESTA A BEIRA DA FALENCIA....
 
MILTON DE OLIVEIRA FERREIRA em 23/05/2013 08:20:07
É BRINCADEIRA ENQUANTO NÃO MUDAR ESTA LEI VAI ACONTECER E COISAS PIORES VEM POR AI OS CHAMADO ...DÍ MENOR ...MATAM ROUBAM E NINGUÉM FAZ NADA ...ESTE BRASIL ESTA UM CAOS AGORA SE PENSA EM COPA E NADA MAIS ... SAÚDE NÃO EXISTE .. ESCÂNDALOS E MAIS ESCÂNDALOS .. DOS MENORES FAZEM E ACONTECEM E SÃO PROTEGIDOS PELO ECA QUE É UMA VERGONHA ... COM ESTA SUSPEITA NÃO VAI ACONTECER NADINHA COM ELA ,SE FOR TIDA COMO INDICIADA VAI PARA UM ENTIDADE CHAMADA SINDICATO DO CRIME E SAI DE LÁ PIOR QUE ENTROU UMA VERGONHA E MUDANÇA NA LEI ATÉ AGORA NADA...
 
VINICIUS MARQUES em 22/05/2013 19:43:43
Que garota terrível, fazer isso com uma criança inocente, é lamentável ! Todos devem procurar ajuda, para superar .
 
kelly cristina em 22/05/2013 19:25:21
Na minha opinião os adolescentemente devem ser julgados de acordo com o crime cometido, como acontece em muitos países. O nosso país deveria ter, pelo menos,como pena Prisão Perpétua para esse tipo de crime contra crianças.
 
Kalinka Nascimento em 22/05/2013 17:30:22
PRA MIM UMA PESSOA DESSA É DOENTE MENTAL!!! TERIA Q SER INTERNADA E COLOCADA EM UMA CAMISA DE FORÇA!!! JÁ Q É MENOR DE IDADE É NÃO PODE SER PRESA!!!! COM 14 ANOS JA TEM ESSA MA ÍNDOLE, IMAGINE QUANDO TIVER COM SEUS 18 ANOS!!!
 
CRIS. ALVES em 22/05/2013 17:10:16
nossa,que terrivel!!!Não dá para confiar em ninguém.
essa menina que abusava da criança,também deve ter sido abusada quando era pequena.
 
gislene cardoso em 22/05/2013 16:56:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions