A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

18/05/2015 11:26

Licitação de aluguel de veículos ficará suspensa por dez dias para correções

Flávia Lima e Leonardo Rocha
Reinaldo Azambuja ressaltou que aluguel de viaturas já é adotado em outros estados. (Foto:Marcelo Calazans) Reinaldo Azambuja ressaltou que aluguel de viaturas já é adotado em outros estados. (Foto:Marcelo Calazans)

O secretário de Segurança do Estado, Silvio Maluf, explicou na manhã desta segunda-feira (18), durante solenidade de formatura de sargentos, que o governo cancelou a licitação para locação de viaturas para a Polícia Militar, porque as empresas que estavam concorrendo ao certame pediram impugnação do processo, alegando que a licitação estava sendo direcionada.

D e cordo com o secretário, as empresas apontaram que as exigências quanto a capacidade dos veículos, potência e modelo dos carros, estavam influenciando no direcionamento da licitação. As propostas das empresas deveriam ter sido entregues hoje.

O secretário afirmou que o processo foi suspenso por dez dias para que as correções sejam feitas. “Na minha opinião não tinha que suspender, pois ninguém está comprando carros e sim locando, assim eu posso escolher o padrão de veículo que atende minhas necessidades, mas é melhor parar e agilizar essas questões para não incorrer em uma ordem judicial que iria atrasar ainda mais o processo”, ressalta.

O Comandante-Geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, coronel Deusdete Souza de Oliveira Filho, voltou a destacar a urgência dos veículos e considera a locação a alternativa mais econômica e prática. “A PM precisa de veiculo pronto com frota disponível em tempo real porque sempre que existe interrupção para manutenção, não se pode represar ocorrências”, diz. Ele revela que a Tropa de Choque seria a primeira a receber os carros e serviria como um laboratório para analisar a eficiência da dinâmica de locação, para depois expandir aos demais municípios.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) explicou que a gestão está agilizando, além do processo de locação, uma outra licitação para aquisição de veículos, que seriam utilizados em atividades que não exigem muito desgaste. Reinaldo também reiterou que outros estados adotaram o sistema de locação, gerando economia aos cofres públicos. “Serão dois pregões eletrônicos para melhorar as condições de trabalho da polícia”, afirma.

A licitação para locação pode chegar a R$ 6 milhões por mês. A Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) solicitou locação de 480 viaturas para atender a PM (Polícia Militar). Como se trata da modalidade registro de preços, a pasta não precisa necessariamente utilizar essa quantia de automóveis de uma só vez. A empresa vencedora irá fornecer os itens conforme a demanda e terá compromisso com o poder público por um ano.

As empresas que pediram esclarecimentos à SAD sobre o edital foram CS Brasil Transportes de Passageiros, com sede em Mogi da Cruzes (São Paulo) e atuante no ramo de terceirização de frota para governos, e Locamérica, de Minas Gerais, especializada em locações corporativas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions