ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  30    CAMPO GRANDE 24º

Capital

"Lindo e com muitos projetos", diz pai de soldado morto em acidente na despedida

Adeus teve salva de palmas e tiros, além de homenagem de amigos motociclistas

Por Liniker Ribeiro e Ana Paula Chuva | 28/10/2020 14:39
Pai se despedindo emocionado de jovem soldado da FAB morto em acidente (Foto: Kísie Ainoã)
Pai se despedindo emocionado de jovem soldado da FAB morto em acidente (Foto: Kísie Ainoã)

A despedida ao soldado da FAB (Força Aérea Brasileira) Guilherme Henrique Marques Soares, de 22 anos, emocionou dezenas de pessoas que participaram do enterro realizado no início da tarde desta quarta-feira (28). Familiares de outras cidades, inclusive o pai, que mora em Natal, no Rio Grande do Norte, e a mãe, que mora em Aquidauana, vieram a Campo Grande para o adeus ao jovem "querido por todos, lindo e com muitos planos".

Guilherme morreu na noite da última segunda-feira (26) vítima de acidente de trânsito. Ele pilotava moto que colidiu contra veículo de passeio no cruzamento da Avenida Ernesto Geisel com a Rua José Paes de Farias. "A gente só sabe o que o  condutor da siena disse, que ele tentou fazer conversão à esquerda e o Guilherme passou muito rápido", afirma Ramão Colman, tio da vítima.

Conforme o familiar, Guilherme, militar há três anos, "era muito querido por todos, na igreja, pelos amigos".

Vestir a farda, inclusive, era o sonho do motociclista, segundo o pai, Neuto Soares, que veio do rio Grande do Norte para se despedir do filho.

Quando ele era pequeno, saíamos para ir a feira e sempre que via produtos relacionados a carreira militar pedia para comprar, era o sonho dele", afirma. Ainda segundo Neuto, o jovem também guardava muitos projetos, entre eles, levar as irmãs mais novas, de 18 e 8 anos, para passear na cidade litorânea em que o pai mora.

Despedida teve salva de tiros em homenagem ao soldado (Foto: Kísie Ainoã)
Despedida teve salva de tiros em homenagem ao soldado (Foto: Kísie Ainoã)

"Ele estava para tirar férias, agora em dezembro, queria levar as duas para lá. Conversamos semana passada e ele disse que eu era um espelho para ele e que sempre me daria alegria", relembra emocionado.

Na despedida, homenagens de amigos motociclistas logo na entrada do cemitério, o Memorial Park. O corpo de Guilherme foi enterrado sob salva de palmas e tiros.

O acidente - Após a colisão entre carro e moto, Guilherme chegou a ser socorrido por equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levado para a Santa Casa de Campo Grande, onde deu entrada com trauma no tórax e perfuração no pulmão.

Conforme a assessoria de imprensa do hospital, o paciente deu entrada às 19h45 com trauma torácico. Teve uma parada cardiorrespiratória ainda no pronto-socorro, foi reanimado e levado ao centro cirúrgico, mas teve outra parada antes do procedimento. A equipe tentou a reanimação, mas sem sucesso. O óbito foi constatado às 22h30.

Ester, mãe de Guilherme, veio de Aquidauana e recebeu bandeira em homenagem ao filho (Foto: Direto das Ruas)
Ester, mãe de Guilherme, veio de Aquidauana e recebeu bandeira em homenagem ao filho (Foto: Direto das Ruas)
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário