A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

11/02/2013 07:25

Mãe é presa por morte de bebê de um mês em Campo Grande

Aline dos Santos e Viviane Oliveira

Uma mulher de 25 anos foi presa pela morte da filha, de apenas um mês e 20 dias. O bebê, Izadora de Souza, morreu na madrugada de ontem. A mãe da criança, Gabriela Pereira Souza foi presa depois que os policiais constataram que ela havia ingerido bebida alcóolica. A suspeita é de que ela tenha dormido por cima da filha. 

Segundo o boletim de ocorrência, ela conta que acordou por volta das 8h do domingo e percebeu que a filha tinha vômito na boca, não respirava e tinha o corpo gelado. A mãe ligou para os Bombeiros pedindo ajuda.

Às 8h55, o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) constatou a morte por parada cardiorrespiratória. O corpo já apresentava sinal de rigidez cadavérica. O bebê e a mãe estavam na casa de uma amiga de Gabriela. O imóvel fica localizado na rua Guajara, bairro Guanandi, em Campo Grade.

O bebê, o irmão de 5 anos e a mãe chegaram ao local às 16h30 do sábado. De acordo com o boletim de ocorrência, Gabriela consumiu bebida alcoólica e cigarros. A polícia apreendeu quatro garrafas de cerveja “litrão”, três litros de vodka e oito latinhas de cerveja. As garrafas estavam na cozinha. Na lateral da residência, havia cerca de 40 garrafas de vodka, que não foram apreendidas.

Gabriela disse que foi dormir por volta de uma hora, na madrugada de domingo. As crianças e as mulheres estavam num quarto localizado nos fundos do imóvel. O bebê foi encontrado em um colchão no assoalho do cômodo. Gabriela foi presa em flagrante por homicídio doloso e levada para a Depac Piratininga (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


Não sei como uma mãe pode deseja a morte do filho, e me pergunto se essa mãe morasse em um imóvel nobre ela teria sido presa e indiciada por homicídio doloso?
Temos que questionar o tal “dois pesos duas mediada para situações idênticas”
Culpa tudo bem dolo será?
 
Maria Alves em 11/02/2013 13:14:46
Recentemente um magistrado federal de SC deu corajoso provimento a uma liminar, proibindo propaganda de bebidas alcoolicas das 6:00 h as 21:00 h limpando a telinha dessas propaganda insidiosa, enganosa, que mostra a extase de todo tipo de diversão associada a bebidas... PORQUE QUE NOSSOS NOBRES PUBLICITARIOS não mostra essa realidade entre mil outras, geralmente danosas a inocentes que não tem nada com a cachaçada alheia, essa, a morte na Afonso Pena, entre tantas...SO INTERESSA O MISERO DINHEIRO???
 
elias antonio pereira em 11/02/2013 09:43:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions