A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/12/2014 16:23

Mães da Fronteira falam indignadas de outro crime como de Breno e Leonardo

Liana Feitosa
Márcio (de preto) e Rafael (listras) foram apresentados à imprensa. (Foto: Luciana Brazil)Márcio (de preto) e Rafael (listras) foram apresentados à imprensa. (Foto: Luciana Brazil)

Mães dos jovens Breno Silvestrini e Leonardo Fernandes, mortos depois de terem o carro roubado em um assalto em agosto de 2012, usaram a internet para manifestar indignação a respeito do assalto a Eric Francio Severo, de 21 anos, que teve a caminhonete S-10 que dirigia roubada na madrugada deste sábado (27) na cidade de Sinop, no Mato Grosso.

O veículo foi localizado e apreendido ontem mesmo (27), em Campo Grande, na saída para São Paulo. Os homens que estavam com a caminhonete, Marcio Marciano Batista, de 30 anos, e Rafael Bueno dos Santos Missuco, de 25, foram presos pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) na BR-163 e disseram que executaram o rapaz, abandonando o corpo ainda no estado de Mato Grosso. Até o momento, ele continua desaparecidos

Ao saberem do crime, Lilian Silvestrini e Angela Fernandes, criadoras do movimento Mães da Fronteira, publicaram que acreditam que Eric está morto e, categoricamente, afirmaram na rede social Facebook que, dois anos depois de perderem o filho em situação semelhante, tudo continua igual.

"As pessoas são sequestradas e assassinadas porque a impunidade é o reforço positivo para que criminosos continuem agindo de dentro de presídios, onde supostamente deveriam estar incomunicáveis, e os cidadãos aqui fora protegidos desses monstros", diz a publicação da página.

Em 2012, Leonardo e Breno foram vítimas de assalto semelhante ao ocorrido com Eric. (Foto: Arquivo / Campo Grande News)Em 2012, Leonardo e Breno foram vítimas de assalto semelhante ao ocorrido com Eric. (Foto: Arquivo / Campo Grande News)

Em outro trecho, o texto questiona a falta de ação da própria sociedade para evitar que crimes como o cometido contra Breno, Leonardo e, mais recentemente, Eric, continuem ocorrendo. "Por que a sociedade se cala e se conforma e rapidamente esquece essas tragédias que se repetem diariamente, e já não causam nas pessoas o impacto que um fato desses deveria causar?", diz o texto.

 O texto ainda faz um apelo ao governador eleito, Reinaldo Azambuja (PSDB), para que aja e ajude a combater situações como essas.

"À família de Eric, meus mais sinceros sentimentos de pesar, de indignação, pois apesar de serem do estado de Mato Grosso, é por aqui que esses bandidos saem do país com seus troféus", afirma outro trecho. "Por uma nação que proteja seus filhos!", finaliza o texto.

Mães da Fronteira - De acordo com o site Mães da Fronteira, o movimento foi criado para defender os direitos humanos e lutar contra a violência e a impunidade no Mato Grosso do Sul. Breno Silvestrini e Leonardo Fernandes foram assassinados no dia 30 de agosto de 2012, uma sexta-feira, depois de terem sido sequestrados na saída de um bar em Campo Grande. Os assaltantes queriam roubar o carro onde os jovens estavam.



ENQUANTO CONTINUAREM A PRENDER BANDIDO, AO INVÉS DE ACABAR COM ISSO LOGO, ISSO NUNCA VAI PARAR.
 
japa em 29/12/2014 09:33:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions