ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Manifestantes chamam secretário de mentiroso e vão dormir na frente do Paço

Por Vinícius Squinelo e Lidiane Kober | 12/12/2013 21:55
Protesto teve direito a caixão simbólico (foto: João Garrigó)
Protesto teve direito a caixão simbólico (foto: João Garrigó)

Os 77 aprovados no concurso da Guarda Municipal, realizado em 2011, e que ainda não foram chamados pela Prefeitura de Campo Grande voltaram a protestar, desta vez na inauguração da Cidade do Natal. Mesmo sem conseguir chamar a atenção do prefeito Alcides Bernal (PP), que falto ao evento, os remanescentes, como já são chamados, levaram até caixão simbólico para os altos da avenida Afonso Pena.

“É um caixão que simboliza o ato de sepultar esse nosso concurso”, lamentou Osael Pedrozo, 33 anos, lembrando que o prazo para convocação dos aprovados vence no sábado (14).

Segundo eles, em uma reunião na segunda-feira, o secretário de administração, Ricardo Ballock,teria defendido a tese de que a prefeitura está próxima do teto máximo de gasto com ao folha salarial, 55% do orçamento.

“O secretário mentiu pra nós, e temos prova, pegamos o orçamento com os vereadores, hoje o gasto com a folha está em 41%, além disso o nosso advogado calculou que cada 1% equivale a R$ 10 milhões, o salário de todos os 77 aprovados não dá esse valor”, emendou Pedrozo.

Depois do protesto nos altos da avenida Afonso Pena, os manifestantes voltaram para a frente da Prefeitura de Campo Grande, onde garantem que vão passar a noite.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário