ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  18    CAMPO GRANDE 32º

Capital

Marquinhos diz que 'desobediência' provocou derrubada de 17 casas no Montevideu

Por Christiane Reis e Amanda Bogo | 29/01/2017 18:35
Marquinhos respondeu sobre derrubada de casas enquanto assistia ao duelo entre Comercial e Novo (Foto: Marcos Ermínio)
Marquinhos respondeu sobre derrubada de casas enquanto assistia ao duelo entre Comercial e Novo (Foto: Marcos Ermínio)

No total 17 casas foram derrubadas pela Prefeitura de Campo Grande no Jardim Montevidéu, segundo informou na tarde deste domingo (29), o prefeito Marquinhos Trad (PSD), durante o jogo do Comercial e Novo, no Morenão.

As edificações foram derrubadas no dia 18 de janeiro, porque foram construídas em área pública invadida por cerca de 60 famílias. “As edificações foram derrubadas porque ficou constatado a desobediência civil, por conta da invasão. As famílias invadiram, foram notificadas e mesmo assim em um ato de audácia e desobediência continuaram as construções. A medida foi uma resposta a todos aqueles que pretendem residir em uma sociedade organizada”, declarou.

O caso - Há quase seis meses, cerca de 60 famílias invadiram uma área pública no Jardim Montevidéu, onde construíram casas de alvenaria.

O foco da desocupação eram os imóveis em que os moradores não estavam. Os que estavam presentes receberam notificação para desocupar em até cinco dias, mas a maioria não assinou a ordem.

A desocupação faz parte da força-tarefa da prefeitura em conter os processos de “favelização” em terrenos invadidos na Capital.