ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Marquinhos quer saber onde foram parar R$ 60 mi aprovados na Câmara em 2016

Por Paulo Nonato de Souza e Richelieu Pereira | 03/01/2017 12:26
Marquinhos Trad hoje de manhã no Ministério Público Estadual (Foto: Richelieu Pereira)
Marquinhos Trad hoje de manhã no Ministério Público Estadual (Foto: Richelieu Pereira)

Onde está o dinheiro? A indagação é do prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), sobre o suposto sumiço de R$ 60 milhões referentes a uma suplementação específica para a prefeitura, na gestão do seu antecessor Alcides Bernal (PP), pagar salários e até o 13º dos servidores terceirizados da Omep (Organização Mundial pela Educação Pré-Escolar) e Seleta (Sociedade Caritativa e Humanitária).

“Foi uma dotação suplementar específica, aprovada em setembro de 2016 pela Câmara Municipal, e não se sabe o que aconteceu com esses R$ 60 milhões. Nós precisamos saber onde foram parar esses R$ 60 milhões”, disse Marquinhos Trad.

Em seu segundo dia como prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad disse esta manhã que acionou sua equipe da área de finanças logo que tomou conhecimento da situação. “Estamos averiguando isso, rastreando o paradeiro do dinheiro e com certeza iremos comunicar os órgãos de controle”, assegurou.

Nesta terça-feira, Marquinhos Trad foi ao MPE (Ministério Público Estadual) em busca de solução para a situação dos servidores da Omep e Seleta, exonerados pela prefeitura em dezembro por ordem da Justiça, sob a alegação de irregularidades nos convênios, e continuam sem receber salários, 13º e indenizações.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário