A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020

18/02/2017 08:13

Marquinhos se reúne com Uber e exige pagamento retroativo de impostos

Decreto que vai regulamentar o serviço em Campo Grande está pronto e será publicado até dia 24, conforme o prefeito

Alberto Dias
Prefeitura entregou série de exigências a representante da Uber que esteve em Campo Grande. (Foto: Marcos Ermínio) Prefeitura entregou série de exigências a representante da Uber que esteve em Campo Grande. (Foto: Marcos Ermínio)

Representante da empresa Uber veio de São Paulo e foi até a prefeitura tentar acordo para regulamentação do serviço em Campo Grande. Durante o encontro, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) disse ter informado sobre o decreto que busca regulamentar tais motoristas - que deve ser publicado até a próxima sexta-feira (24). Na ocasião, diz ter exigido, ainda, o pagamento retroativo dos tributos não recolhidos desde que o serviço chegou, em setembro de 2016.

Vieram espontaneamente, "devem ter visto notícias, com o barulho todo que foi", explicou o prefeito. "Daí eu falei: vocês chegam aqui, usam o solo de Campo Grande, o nosso asfalto, enriquecem, levam o dinheiro e ainda querem fraudar a lei? Isso não pode".

Minutos antes, a representante, identificada apenas como Mariana, estava reunida com o procurador-Geral do Município, Alexandre Ávalos Santana e com o diretor-presidente da Agetran, Janine de Lima Bruno, que pontuaram as exigências: seguro obrigatório para passageiros, vistoria veicular, identificação de veículos, antecedentes criminais dos motoristas, central de atendimento em Campo Grande, bem como representante oficial da categoria, entre outras questões.

"Ela agradeceu, pois isso evita discussão judicial", complementou o prefeito, ressaltando que o decreto a ser expedido na próxima semana sobre a Uber está "praticamente" pronto. "Vamos enviar para eles por email, perguntar se querem sugerir algo e avaliar", finalizou, ao ressaltar novamente que a intenção não é extinguir o serviço e sim regulamentar, "para dar segurança ao passageiro e concorrência igualitária com táxis e moto-táxis que pagam impostos".

Por ser um decreto do Executivo, Marquinhos não precisará do crivo imediato da Câmara (Foto: André Bittar)Por ser um decreto do Executivo, Marquinhos não precisará do crivo imediato da Câmara (Foto: André Bittar)

Ao Campo Grande News, o prefeito adiantou que informará a Câmara Municipal sobre o decreto, que não precisará passar pelo crivo dos vereadores. "Vou apresentar o decreto ao presidente João Rocha (PSDB), em respeito ao poder Legislativo, até porque essa discussão já passou pela Câmara", disse.

O outro lado - Conforme Trad, durante a visita, a representante da empresa demonstrou interesse na regulamentação. "Falou que a Uber em Campo grande é um dos locais que mais cresceu no país". Questionado sobre o número exato de 'ubers' na Capital, o prefeito responde: "acho que nem eles sabem".

Por telefone, a reportagem entrou em contato com a empresa, em São Paulo, pedindo um posicionamento oficial sobre o assunto, e o nome completo e função exercida pela representante que esteve em Campo Grande, porém, até o fechamento desta reportagem não houve retorno.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp


Ri da parte que ele diz: "usam nosso asfalto"
 
Drago em 18/02/2017 19:28:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions