A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

15/08/2015 17:10

Médicos rejeitam proposta da prefeitura e iniciam greve, de novo, neste sábado

Michel Faustino
Siroma diz que indicativos apresentados pela prefeitura não atende a categoria. (Foto: Marcos Ermínio)Siroma diz que indicativos apresentados pela prefeitura não atende a categoria. (Foto: Marcos Ermínio)

Em assembleia realizada no início da tarde deste sábado (15), os médicos, que atendem pela rede municipal de saúde de Campo Grande, decidiram retomar a greve a partir das 19h de hoje. Ontem, a prefeitura chegou formalizar alguns indicativos a fim de impedir a paralisação, no entanto, os servidores entenderam que as medidas não atendem a categoria.

Segundo o presidente do Sinmed-ms (Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul), Valdir Shigueiro Siroma, a partir de hoje, apenas 30% dos médicos vão atender nas UPA's (Unidades de Pronto Atendimento) e CRS's (Centros Regionais de Saúde), que atendem 24h em regime de urgência e emergência.

Nas UBS's (Unidades Básica de Saúde), todas as consultas agendas estão suspensas. Siroma ressalta que, na ocasião da primeira greve, que durou 18 dias em maio, um dos pontos acertados com a Prefeitura para o retorno ao trabalho, foi o pagamento dos salários até o quinto dia útil de cada mês. Porém, conforme o escalonamento de salários anunciado dia 14 de julho pela prefeitura, aqueles que recebem acima de R$ 7 mil, teriam os salários depositados entre os dias 18 e 21 de agosto.

Ontem o secretário de Administração Wilson do Prado anunciou algumas medidas para tentar atender, em parte, a categoria, entre elas, a “antecipação” do pagamento destes servidores para a próxima segunda-feira (17), além do retorno dos plantões eventuais, podendo o médico que possui dos vínculos com o municípios fazer até 18 plantões e participar do programa 3º turno nas unidade onde não há medico fixo.

Apesar da medida, os médicos decidiram manter a greve por entender que as ações não atendem a categoria.

É a segunda categoria em greve no município. Os professores estão parados desde 25 de maio deste ano. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions