A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

23/06/2014 13:40

MegaServ atribui atraso à decisão judicial e promete quitar atrasados

Kleber Clajus

Acordo entre a empresa Megaserv e o Steac (Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Asseio e Conservação) deve garantir o serviço de limpeza de postos de saúde de Campo Grande até o pagamento integral dos 350 funcionários, previsto para quinta-feira (26). Em contrapartida, não está descartada possibilidade de greve caso haja novo atraso.

De acordo com o proprietário da Megaserv, Marcos Antônio Marini, os salários tem sido pagos em etapas, uma vez que ação judicial bloqueou R$ 360 mil dos R$ 789 mil repassados mensalmente pela Prefeitura de Campo Grande.

“Essa situação nos pegou de surpresa e não está relacionada a débitos trabalhistas, mas a aquisição de outra empresa de Dourados em que a contrapartida não foi cumprida e suspendemos o pagamento. Eles entraram com ação de penhora, mas vamos reverter”, explicou Marcos.

Com o bloqueio, a empresa deixou de pagar ao menos 150 funcionários. O atraso levou trabalhadores a executar limpeza apenas em unidades 24 horas, UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e no Hospital da Mulher, nas Moreninhas.

Para o presidente do sindicato da categoria, Wilson Gomes da Costa, greve só não foi decretada porque a limpeza dos postos de saúde seria “serviço essencial” e não seria possível garantir que 30% dos profissionais continuassem trabalhando. Por isso, optou-se em acreditar na proposta da Megaserv de sanar as dívidas ainda nesta semana.

“Fizemos acordo para que paguem os trabalhadores até quinta-feira e para que não hajam mais atrasos, do contrário vamos recorrer a Justiça e decretar greve. Não se pode deixar o funcionário a mercê do problema da empresa, quando não existe débito por parte da Prefeitura”, ressaltou Wilson.

O sindicato também recomendou aos profissionais que busquem a Caixa Econômica Federal para verificar se o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) está sendo depositado corretamente, o que a Megaserv afirma estar em situação regular.

Situação normal – Sobre a limpeza nos postos de saúde, sindicato e empresa afirmam não ter notícia de paralisação. A assessoria da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) confirma o mesmo posicionamento.

“Não temos notícia de que alguém parou, mas se o funcionário faltou ele será substituído por um diarista para manter o serviço”, completou o proprietário da Megaserv.

Ontem (22), o prefeito Gilmar Olarte (PP) ressaltou que caso haja suspensão do serviço a empresa corre risco de perder seu contrato.

Justiça retém metade de repasse da Prefeitura à Mega Serv
A assessoria de imprensa da Prefeitura de Campo Grande informou, na noite deste domingo (22), que a gestão municipal repassa o valor de R$ 789 mil po...
Olarte diz que não deve nada à Mega-Serv e ameaça romper contrato
O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP) afirmou neste domingo que a administração municipal não deve “um centavo” para a Mega-Serv, responsáve...
Funcionários denunciam Mega-Serv por falta de pagamento
Funcionários da Mega Serv, empresa de limpeza que atua em todo Estado, denunciaram na tarde de hoje (15), que estão sem receber o pagamento que dever...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions