A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/06/2011 23:06

Menino afirma que inventou estupro; não há indícios de crime

Paulo Fernandes

Para a polícia, criança não foi violentada.

O menino de 10 anos que afirmou ter sido violentado sexualmente na tarde desta quinta-feira nas imediações de uma escola, no Jardim Flamboyant, em Campo Grande, disse nesta noite, em depoimento à polícia, que inventou toda a situação. Para a polícia, os indícios também demonstram que tudo não passou de uma grande mentira.

A delegada Marilia de Brito Martins explicou que a polícia passou a desconfiar da versão por causa dos estados físico e emocional da criança que não condiziam com o de uma vítima de abuso sexual.

Antes, o menino havia dito que dois homens tinham abaixado a calça dele e colocado um cabo de vassoura. “Um criança nessa situação não conseguiria sentar e teria que ir a um hospital”, disse a delegada.

O menino foi levado ao IML (Instituto Médico Legal). O laudo não está pronto, mas o médico informou à polícia que não havia sinais de abuso.

Após a delegada explicar que a acusação era muito grave, a criança afirmou ter inventado toda a história porque estava suspenso da escola e não tinha contado para mãe.

Desde o início, todos os acusados negaram o crime. “Preliminarmente, a agressão está descartada. Nós registramos a ocorrência, fizemos as oitivas e isso vai ser encaminhada à DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente) para ela fazer o juízo de valor”, explicou a delegada.

Suspenso de aulas, menino de 10 anos diz que foi estuprado perto da escola
Suspeitos estão detidosUm menino de 10 anos diz que foi estuprado na tarde desta quinta-feira nas imediações de uma escola, no Jardim Flamboyant, em...
Ceinf recebe nesta quinta parque de pneus construído por detentos
Acontece nesta quinta-feira (14), a partir das 8h no Ceinf (Centro de Educação Infantil) Rafael Abraão - CAIC Aero Rancho, a entrega do parque constr...


Parabenizo o site campo grande news, pelo esclarecimento ao público, revelando os verdadeiros fatos, agindo assim pessoas inocentes acusadas de um crime tão barbaro, possam ter de volta a dignidade de serem cidadãos de bem e corretos como nunca duvidei que fossem, espero que não se encerre por aqui, pois não se brinca dessa forma com a vida de outras pessoas.
 
Amélia Tatiana Verão em 03/06/2011 10:56:47
o grande erro ai foi da escola!!! deveria dar a suspensão ao aluno na presença dos pais ou responsaveis...ai nada disso teria acontecido.....
 
wagner silva em 03/06/2011 10:50:47
É lamentável o rumo que as coisas estão tomando. Hoje uma criança, amanhã um adulto e com que caráter? Que tipo de valores está criança está recendo desta família? A escola pode não ter tomado a melhor providência, mas com certeza é a única preucupada em mostrar a esta criança os seus limites. Vemos todos os dias por esse país a fora crianças sendo jogadas nas escolas a cargo dos professores. Somos nós que estamos educando., mas cadê a família? Será que os pais estão dormindo? Que tipo de ser estamos preparando? Qual será o futuro deste país? E os trabalhadores acusados injustamente serão indenizados? Que tipo de justiça é essa? É revoltante. Os pais desta criança deveriam indenizar os trabalhadores. Isso é gravíssimo!!

professor
 
robyson eduardo em 03/06/2011 10:49:35
no meu modo de pensar esta criança e esta mãe deveriam ser mais observados pois quando a escola der uma suspenção entrar de imediato em contato com os pais do aluno para que isto não aconteça, pois tenho filho que estuda nesta escola e não gostaria que desse suspeção para ele e ñão me comunicasse por isso deixamos telefone de contato para evitar este tipo de mentiras que nos causem medo de deixar nossos filhos nela todos os dias!!!!!!!!!!!!
obrigada pelo espaço.
 
INEZ DE LIMA GONCALVES em 03/06/2011 10:27:17
Sou aluna da Escola e Presidente do Grêmio Estudantil, e acho que isso não passou de uma grande mentira...
Pessoas mal informadas, inclusive alunos depredaram nossa escola.Que ja esta esquecida pelo estado.
Defendo a nossa diretora e os nossos professores, eles trabalham todos os dias para nos dar uma boa aula e uma boa educação, com certeza isso não passa de um mal entendido e que tudo vai se resolver...
 
Fernanda Lais De Oliveira em 03/06/2011 09:01:16
Que criança totalmente irresponsavel, e hoje em dia uma criança de 10 anos de idade ja nao é mais inocente não, muito pelo contrario são é muito expertinhos... não tem idéia do que ele poderia ter feito, acusando pessoas inocentes de tal barbaridade dessa, no tamanho do rebuliço que deu 6 pessoas poderiam ter sido mortas pela população, e uma delas era meu irmão. Só espero que os pais desse menino de-lhe uma boa repreenssão.
 
Franciele Muzzi Basso em 03/06/2011 09:00:58
Sou professora da escola e estamos estarrecidos com o tulmuto causado por essa mentira. Com a denúncia veio a polícia e a imprensa, uma turba se formou e a escola foi apedrejada, pessoas agredidas. Os pejuízos não são só materiais. Uma professora grávida chegou a desmaiar, alguns queriam "linchar a diretora" que teve que ser escoltada para casa. O papel da imprensa é importante para o esclarecimento público.
 
JANETE SANTOS em 03/06/2011 08:55:48
Não duvido nada de que seje verdade do menino, temos que esperar o resultado de exame.Mas se não for ele tem que tomar uma bela duma surra dos pais,onde ja se viu acusar trabalhadores de um crime tão absurdo, e a cabeça desses injutiçados como não ficou ao ser acusado de um crime que não cometeu.Mas agora se os pais tentar corrigir e capaz de irem pressos, a lei protege muito as crianças(Certo)mas tem casos que é preciso de um corretivo(tem casos que conversa não adianta é surra mesmo).Sem contar no castigo, ele tem que perde todo que gostas de fazer, sem computador, sem carrinho,sem brincar com amigos durante um certo tempo, ele tem que ter um tempo para pensar no que fez.
 
RENATA CARDOSO em 03/06/2011 08:02:52
Eu presenciei a detenção dos supostos acusados no local pela polícia, e devemos parabenizá-los pela ação, já que havia muitas pessoas no local que queriam realizar o linchamento dos "prováveis" autores, sem qualquer julgamento ou apresentação para as autoridades, inclusive vindo a agredir os policiais e a atirar pedras na viatura. Parabéns a rápida ação da PM no local.
 
jorge bastos em 03/06/2011 07:59:26
Enquanto esta mãe continuar a incentivar seu filho a mentir, ele vai cada vez mais acreditar que pode mentir em qualquer circunstância para poder se livrar de outros problemas. Isto é muito sério, o Conselho Tutelar tem que tomar medidas imediatas para conter este tipo de comportamento familiar para que não se criem mais delinquentes no seio das famílias.
Hoje ela apareceu em um programa de TV dando entrevista e dizendo que acredita em seu filho mesmo diante das evidentes provas da mentira!
Uma mãe despreparada para cuidar de uma criança não pode deter o direito de criá-la, mas aí perguntamos: se a família inteira foi tomar satisfações com os agressores quase transformando o local da ocorrência em um verdadeiro senário de crime, algum familiar terá condições para criar esta criança, já que o pai é falecido?
É um absurdo ver uma residência, em um bairro pacato, ser tomada por uma quantidade tão grande de pessoas que tomaram as dores de uma mentira! Um crime muito maior poderia ter ocorrido.
Sou morador do bairro, e hoje andando pelo local, encontrei em volta da árvore que tem em frente a residência várias facas, facões enferrujados, que com certeza, foram deixados pelas pessoas que queriam justiça com as próprias mãos após a chegada da polícia no local.
Onde é que vamos parar?
 
Juscelino Pedroso em 03/06/2011 06:37:52
É, pessoal, acho que realmente o buraco é mais embaixo. A mãe do garoto ainda acredita que seu filho esteja falando a verdade, mesmo diante de tantas evidências! Qual será a educação que esta criança vem recebendo em sua casa, por seus familiares? Se fosse a educação correta, com certeza a mãe, os tios e demais pessoas que apareceram no local para tirar satisfações com os pedreiros não teriam ido ao local sem a presença da polícia. Se meu filho de 15 anos me dissesse hoje que teria sofrido qualquer abuso, em primeiro lugar eu iria colher provas das alegações dele para depois, com o auxílio da polícia, ir ao local e prender os suspeitos para averiguação. Agora, os policiais foram corretos em colocar um menor de idade dentro de um camburão? Este menor não teria que ir na frente da viatura?
Por outro lado, qual será a pena para a criança mentirosa, quando for tudo esclarecido com a entrega do Laudo do IML? Qual será a pena para esta mãe? A mãe foi realmente procurada em sua casa e por telefone pela escola para falar da suspensão? Se não foi encontrada para falar da suspensão, como a diretora da escola encontrou-a para falar que seu filho estava em uma obra nas proximidades da escola? Muita informação desencontrada, não acham?
Qual a responsabilidade da escola neste caso? Qual a responsabilidade da mãe, que cria este filho sozinha, pois o pai é falecido? O Estado, por meio do Conselho Tutelar pode fazer alguma coisa? O Ministério Público, por meio da Promotoria da Infância e da Adolescência, tem que tomar as medidas cabíveis o mais rápido possível, pois o que corre a boca miúda é que o menino exibia marcas de cintadas nas nádegas. Daí chegaremos ao motivo do menino ter inventado uma mentira tão comprometedora para ele mesmo.
Segundo pessoas que estavam a criança e a mãe na escola foram examinar o menino e encontraram fezes em sua roupa. Será que estas fezes não vieram por medo do que poderia acontecer com ele, pela mãe descobrir que ele teria sido suspenso das aulas?
Muita coisa tem que ser esclarecida para que as pessoas que foram injustamente acusadas possam retomar suas vidas em paz.
 
José Vinícius Gomes em 03/06/2011 05:46:31
hê garoto!! ainda bem k ele não manteve a mentira, pessoas inocentes seriam terrivelmente prejudicadas!!! torço para que ele aprenda a ser um cidadão melhor com essa lição, e falar a verdade sempre!!! Mamãe ensine-o, a ajudar a tornar esse mundo melhor, sendo um bom cidadão!! sou solidária a você mãe, que deve estar decepcionada!!! ele ainda é uma criança..dá tempo...espero!!!
 
daniela rodrigues em 03/06/2011 02:17:35
Não sei aonde iremos parar com crianças super protegidas!!!! A ação deste menino provavelmente prejudicou a vida de 2 trabalhadores que por algum momento foram julgados por atos que não cometeram. E agora???? o menininho "mentiroso" fica impune???
 
Raquel Gonçalves em 03/06/2011 01:49:31
Lembram daquele comentário que corre à boca pequena: "CRIANÇA NÃO MENTE"? Depende... De Quê? Da educação que a criança recebeu e recebe. Enquanto isso, pessoas inocentes, simplórias, que mal sabem falar levam a culpa por isso, TAMBÉM! Ainda bem que MENTIRA tem as perninhas bem curtinhas...
 
SUELI ARAUJO LIMA em 03/06/2011 01:32:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions