A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 11 de Dezembro de 2018

04/10/2015 10:38

Mobilização faz eleitor chegar cedo para votar em conselheiros tutelares

Leonardo Rocha
Eleitores chegam cedo para participar de escolha de conselheiros (Foto: Gerson Walber)Eleitores chegam cedo para participar de escolha de conselheiros (Foto: Gerson Walber)
Sérgio Ricardo disse que para ser conselheiro precisa ter preparo e dedioSérgio Ricardo disse que para ser conselheiro precisa ter preparo e dedio

A eleição para a escolha de 15 conselheiros tutelares em Campo Grande começou por volta das 8h e vai se estender até às 17h. Os eleitores chegaram cedo nos locais de votação, para prestigiar e apoiar seu candidato, depois de mobilização feitas nos bairros pelos concorrentes. Eles ressaltaram que a função exige muita credibilidade, empenho e conhecimento sobre este setor.

Em Campo Grande 30 candidatos estão concorrendo há 15 vagas, sendo cinco em cada Conselho Tutelar do município. Todos os eleitores podem participar, bastam levar o documento correspondente, em seu colégio eleitoral. Para este pleito foram definidas 30 escolas do município, tendo a expectativa de mobilizar até 90 mil eleitores em todo Estado.

Na Escola Municipal Arlindo Lima, que fica na região central, existe uma fila de eleitores, que aguardam para votar já no começo da manhã. O servidor público Sérgio Ricardo, de 31 anos, ressaltou que sempre vota nesta eleição e que está confiante que seu candidato vai ganhar a disputa. “Ele é honesto, está preparado para função, empenhado para ser conselheiro”, ponderou.

A servidora Maíra Chaves, 42, ressaltou que é a segunda vez que participa do pleito e que vários amigos lhe pediram voto, mas que já tinha definido desde o candidato. “Precisa ser pessoas que se dediquem a função, pois não é fácil, precisa ter o dom para lidar com crianças e adolescentes, muitos já assumiram e depois desistiram”, disse ela.

Problema - O estudante Vinícius Maksoud, 16, não conseguiu votar no local, porque seu nome não estava na lista. “Seria minha primeira votação, tirei o título (eleitor) este ano, me pediram para esperar a promotora que está passando pelos colegas, para ela autorizar”, ressaltou.

O coordenador regional, Márcio Aquino, acredita que o impasse ocorreu porque o estudante tirou o título em setembro deste ano e a lista impressa para votação foi feita no final de agosto. “Ele me contou que fez dia 25 de setembro, agora é aguardar a promotora para ela poder liberar”, explicou.

Na Escola Municipal José Rodrigues Benfica, no bairro Amambaí, a fila também já estava grande no começo da manhã, muitos explicaram que adotam o mesmo procedimento nas eleições gerais na cidade. “Sempre voto pela manhã, até para ficar liberado, nesta escolha de conselheiro é a primeira vez, acho que o escolhido precisa conhecer bem da área, estar preparado”, disse Pierangelo Camillo.

Para Adevaldo Gomes, 46, o conselheiro tutelar precisa ser uma pessoa confiável e responsável, que esteja preparada para lidar com estas situações difíceis. Já Alexandra Camillo, 48, lembrou que não adianta apenas ter vontade para realizar a função. “Exige capacidade e jeito de lidar com ambiente familiar, saber lidar com esta situação, ter conhecimento sobre o assunto”.

Na Escola Antônio José Paniago, no bairro Itamaracá, está tendo um problema com eleitores do bairro Cohab, já que muitos foram votar na escola e não encontraram o nome na lista. “Existe apenas um mesário e ele não soube nos informar o que vamos fazer, para quem ligar, muitos foram embora e não votaram, os nomes não constam, ainda não tem orientação”, disse Kely Regina Ferreira, de 30 anos.

Vinícius Maksoud não conseguiu votar na Escola Arlindo Cruz, seu nome não estava na lista (Foto: Gerson Walber)Vinícius Maksoud não conseguiu votar na Escola Arlindo Cruz, seu nome não estava na lista (Foto: Gerson Walber)
Conselheiro regional Márcio Aquino disse que nos casos de nomes fora da lista precisa aguardar promotora, para liberar voto (Foto: Gerson Walber)Conselheiro regional Márcio Aquino disse que nos casos de nomes fora da lista precisa aguardar promotora, para liberar voto (Foto: Gerson Walber)
PM nega tiro durante abordagem de estelionatários presos no Centro
A Polícia Militar informou que não foi efetuado nenhum disparo de arma de fogo durante a abordagem de um dos suspeitos de tentar praticar um golpe na...
Centro tem perseguição, tiro e prisão de estelionatários
Duas pessoas foram presas na tarde desta terça-feira (11) no Cartório Donini do 2º Ofício, na 15 de Novembro, suspeitas de estelionato. Houve persegu...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions