A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

23/09/2011 10:40

Moradores da Orla Morena também não querem dogueiros na região

Nadyenka Castro

Local foi cogitado por comerciante em entrevista ao Campo Grande News. Associação já se posicionou contra

Dogueiros vão ter que sair da Afonso Pena. O novo endereço não está definido. (Foto: João Garrigó)Dogueiros vão ter que sair da Afonso Pena. O novo endereço não está definido. (Foto: João Garrigó)

Após a Orla Morena ter sido citada por um dogueiro como um bom local para o lanchodrómo, moradores da região se reuniram e já disseram não a ideia do comerciante.

O presidente da Associação dos Amigos da Orla Morena, Ricardo Sanches Oliveira, explica que a presença dos dogueiros na via iria descaracterizar a via e levar sujeira para o local.

”A gente entende que eles precisam trabalhar. Que são comerciantes assim como a maioria de nós aqui, mas, a presença deles vai descaracterizar o espaço”, fala Ricardo.

Ele diz ainda que uma vez por semana há a feira na via e que isso já é um problema, principalmente em relação a sujeira. “Já temos a feira. Imagina ter eles [dogueiros] todos os dias?”, questiona.

Sem endereço- Os dogueiros da avenida Afonso Pena vão mudar do endereço tradicional porque a Prefeitura está reformando os canteiros da via.

Quando a polêmica começou, em 2009, vários locais foram cogitados, entre eles a Orla Ferroviária, ainda em construção.

Agora, o assunto voltou a ser discutido porque as obras já começaram. O primeiro local indicado foi o Horto Florestal, mas, o Ministério Público Estadual proibiu.

Depois, o local escolhido foi a Praça Aquidauana, mas, os moradores não aceitam os novos futuros vizinhos.



Não sou comerciante, mas acho que as pessoas que ficam interferindo na vida desses trabalhadores, são doente, precisam de tratamento. Nós precisamos de mais trabalhadores e menos desocupados; basta criar regras para disciplinar, seja aonde for.
 
luiz alves pereira em 23/09/2011 12:26:38
Associado aos dogueiros entram em cena, principalmente, prostituição em todas as idades, drogas e outros delitos. Outro agravante é a sujeira que os usuários, totalmente sem educação, fazem. O som sem limites, com certeza, irá incomodar os moradores, pois a lei do silêncio é solenemente ignorada e a polícia não escuta nada. Na Cidade do Natal, talvez, desde que todos não espalhem sujeira.
 
Elza Silva em 23/09/2011 12:24:31
Eu passo todo dia a pé na Orla,e posso dizer,ta horrível aquilo de tanta bituca de cigarro,e isso sem contar as dezenas de garrafas de bebida espalhadas e quebradas desde domingo passado.Pensa com esse comércio de lanches instalado la.Vai ficar uma maravilha.
 
Fernando Buainain em 23/09/2011 11:13:03
Por que eles não fazem igual ao Teka Lanches, Carlinhos Lanches, Hot Dog do Denis , pontos fixos? Eu mesmo respondo porque é mais cômodo e mais econômico ficar na rua.
 
Moacyr Neto em 23/09/2011 11:09:21
Quando o problema era com os vendedores ambulantes, o prefeito foi la e fez o camelôdromo. Por quê agora não faz um lanchôdomo? Continuo achando que a saída mais certa seja os altos da av Afonso Pena. Que esses profissionais criem uma associação, se já não a tiverem criado, e assumam em parceria com a prefeitura o espaço na " Cidade do Natal", dando ao município uma contrapartida para fins sociais
 
Fernando Silva em 23/09/2011 11:01:30
Eu tenho a solução, eles podem ir para a Antiga Rodoviaria...
 
Mauro Taubate em 23/09/2011 02:22:32
É engraçado como ninguém quer os dogueiros perto de casa... mas para ir lanchar lá no final de semana ninguém reclama!!! Sempre fui no "pedra" e não via nada absurdo como som alto, bagunça... (como vejo frequentemente em alguns postos de gasolina aqui da capital). Basta se reunirem e criarem regras e pronto! Se uma das partes não obedecer, ai sim, pode-se pensar em remoção do lugar.
 
Tatiane Tábile em 23/09/2011 01:19:31
... não concordo com toda as afirmações, sou frequentador da afonso pena desde de 1988, nunca existiu SOM alto estão confundindo as coisas, quando a limpeza os atendentes sempre pegam as bandeijinhas com o lixo, na maioria das vezes as pessoas chegam de carro, lancham no próprio carro e logo saem, na praça aquidauana não entendo do que reclamam hoje é lugar nada agradável dá até medo...
 
maciel tierramadre em 23/09/2011 01:02:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions