A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

10/12/2015 13:40

Moradores desbloqueiam BR mas vão à prefeitura reivindicar energia

Alan Diógenes
Moradores bloquearam a BR com pneus e madeiras. (Foto: Marcos Ermínio)Moradores bloquearam a BR com pneus e madeiras. (Foto: Marcos Ermínio)
PRF tentou negociar com moradores, mas rodovia foi liberada só com chegada de diretor da Emha. (Foto: Marcos Ermínio)PRF tentou negociar com moradores, mas rodovia foi liberada só com chegada de diretor da Emha. (Foto: Marcos Ermínio)

Após quatro horas bloqueando a BR-262, em frente ao lixão de Campo Grande, os moradores da favela Cidade de Deus, na região do Bairro Dom Antônio Barbosa, liberaram a rodovia. O bloqueio contou com cerca de 200 pessoas e tinha como objetivo reverter a decisão da Energisa que cortou as ligações de energia elétrica irregulares na favela.

Uma das moradoras, Mariana Gonçalves, 23 anos, disse que a rodovia só foi liberada após a chegada do titular da Emha (Agência Municipal de Habitação de Campo Grande), Dirceu de Oliveira Peters. Segundo ela, houve até bate-boca entre ele e os moradores que insistiram em continuar com o bloqueio.

“Ele veio aqui com a mesma ladainha e disse que só tem projeto de moradia para a gente para o ano que vem. Sobre o corte da energia falou que não pode fazer nada”, explicou Mariana. Por isso, um grupo está indo em quatro carros para a prefeitura tentar falar com o prefeito Alcides Bernal (PP) e resolver o impasse.

Nesta manhã, por volta das 9h, vários veículos e funcionários da Energisa se deslocaram para a favela para fazer os cortes. Com eles estavam a Polícia Civil e Militar fazendo a segurança para que não houvesse tumulto.

Mais de 300 famílias ficaram sem energia elétrica. Os moradores foram até a BR-262 e a bloqueou com pneus em chamas, pedaços de madeiras e galhos de árvores. A PRF (Polícia Rodoviária Federal) esteve no local negociando o desbloqueio com os moradores por que já havia um quilômetro de congestionamento nos dois sentidos da rodovia.

Os caminhões da Solurb também ficaram impossibilitados de entrar e sair do lixão, causando a suspensão da coleta na Capital, nesta manhã.

A Energisa informou, através de nota, que o fornecimento de energia na favela foi suspenso pois os moradores estavam usando a rede elétrica de forma ilegal, através de “gatos”. Também afirmou que o fornecimento foi interrompido para garantir a segurança dos moradores.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions