A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

12/01/2013 12:26

Moradores do Jardim Flores reclamam de matagal em terrenos

Mariana Lopes
Na rua Fanny Lara Ortiz as casas são cercados por terrenos baldios e matagal (Fotos: Rodrigo Pazinato)Na rua Fanny Lara Ortiz as casas são cercados por terrenos baldios e matagal (Fotos: Rodrigo Pazinato)

Preocupados com a proliferação do mosquito da dengue e atentos no alerta de que Campo Grande vive uma epidemia da doença, moradores do Jardim Flores reclamam do número de terrenos baldios que existem na rua Fanny Lara Ortiz, que acabam acumulando muito mato e lixo.

A casa da auxiliar de limpeza Zumira Gimenez, 52 anos, fica ao lado de um dos terrenos baldios da rua, fato que causa bastante incômodo à moradora. “O meu quintal está sempre limpo, mas não adianta muita coisa, já que o lixo está do lado de fora e eu não tenho o que fazer”, reclama.

Ela mora há quatro anos no bairro e diz que a situação até já foi pior. “Agora construíram mais casas, antes o número de terrenos baldios era maior e o lixo acumulado também, até cachorro morto já jogaram aqui”, conta.

Mesmo para quem está na rua há pouco tempo, como o caso do músico Tony Paredes, de 38 anos, o matagal e o lixo espalhado causam desconforto e preocupação. “Tenho três crianças e penso na saúde deles, no risco que esse lixo oferece”, conta o morador, que se mudou para o Jardim Flores há apenas 10 dias.

Em uma contagem rápida, o gerente Leandro Guimarães Neto, 23 anos, soma aproximadamente 10 terrenos baldios na rua, sendo um deles ao lado da casa dele. Cansado de esperar qualquer providência do poder público ou do proprietário do terreno, ele e o pai decidiram colocar a mão na massa e manter o local limpo por conta própria.

Leandro conta que ele e o pai carpiram o lote e plantaram algumas árvores, para ver se seguravam o mato. “O que está ao nosso lado nós cuidamos, mas não temos como limpar todos os terrenos da rua”, afirma o gerente.

Conforme os dados da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), as notificações de dengue em Campo Grande já somam 345 por dia.

Em uma conta rápida, Leandro soma aproximadamente 10 terrenos baldios na rua onde moraEm uma conta rápida, Leandro soma aproximadamente 10 terrenos baldios na rua onde mora
A maioria dos terrenos está tomada pelos matosA maioria dos terrenos está tomada pelos matos
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...
Prefeitura e Sebrae fazem estudo em lojas para revitalizar rua 14 de Julho
A prefeitura de Campo Grande a o Sebrae de Mato Grosso do Sul estão realizando na rua 14 de Julho, Centro da cidade, um estudo técnico em 230 lojas, ...
Mau atendimento e buracos em pista atrapalham alunos em prova do Detran
O mau atendimento prestado por alguns dos examinadores e buracos presentes na pista de provas do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato...


Engraçada a população, reclama do mato, seria mais sensato a população reclamar do lixo que é jogado nesse mato, porque mato por mato tem em todo lugar, e não é isso que faz o mosquito se reproduzir. Será que os que estão reclamando não foram os que jogaram o lixo que acumula água nesse matagal, é muito fácil apontar o dedo e dizer que a culpa e a responsabilidade é do outro. Se a prefeitura ou o dono do terreno não se manifestam, os moradores é que deveriam recolher pelo menos os objetos que acumulam água, e não adianta ser um ponto isolado, as vezes cuidamos do matagal ao lado porque é feio e cheio de lixo, e esquecemos de olhar as calhas, caixa d'água, vaso de planta, e outras coisas dentro de nossa casa ou do vizinho. Do lado da minha casa tem um terreno baldio, vou procurar foco lá
 
Júlio César Bertoso em 13/01/2013 14:42:18
Não é possivel entender porque a Prefeitura não toma providências(multa, confisca, limpa os terrenos e cobra do propietário), já que existe leis que facultam. fiz contato por telefone, e-mail e pessoalmente na tentativa de solucionar casos graves no Jardim Batistão, mas não fui atendido em nada. Sou obrigado, obrigado de verdade a queimar o mato e entulhos, só não posso ficar a mercê dos insetos que proliferam nestes ambientes.
 
CELSO PEREIRA DE ALMEIDA em 13/01/2013 10:54:14
ai ainda esta bom..no bairro nova campo grande os terrenos estao pior...inclusive das areas da prefeitura la ja nao ta nem mato ta floresta
 
rodrigo godoi em 13/01/2013 07:56:23
Isso é porque vocês não viram os terrenos do Bairro Monte Castelo, Vila São João Bosco.
Aqui tem de tudo.
Lixo, terreno sujo, mosquito, animais peçonhentos, Caramujos, Ruas emburacadas, necessitando urgente do asfalto.
Até possui uma rua com o nome.
RUA: SE DESCER NÃO SOBE.
 
EZEQUIEL DOS SANTOS em 13/01/2013 01:31:31
Isso tem de acabar, a pessoa compra o terreno e não ciuda. A prefeitura tem multar e dar 30 dias para limpeza do mesmo, não ocorrendo a limpeza o pagamento deveria ser confiscado o terreno para benfeitorias para o bairro(posto de saúde, posto polícial, samu, bombeiros, etc...). Se a pessoa quer o terreno ela ciuda e se não esta sendo cuidado são duas as razões: 1ª ele não precisa do terreno ; 2ª ela mora em outro local longe do terreno abando nado então ela não o limpa pois não esta lhe incomodando! O prefeito tem de tomar um medida séria com isso. Tem casos de pessoas que deixam a mercê dos agentes de saúde a limpeza de suas casas, pois sabem que eles são cobrados pelos casos de dengue e não são multados! Falta de educação do povo é grande ja chega a 9 mil casos de dengue em 2013!
 
Alexandre de Souza em 12/01/2013 20:12:55
Sorte ainda de quem mora ao lado de um terreno baldio...e eu que moro no meio de dois terrenos...
 
Marcos Basu em 12/01/2013 17:32:08
Moro no bairro Oliveira II, e a situação aqui é a mesma, limpeza nos terrenos e nas vias públicas só são feitas na linha do ônibus, onde há asfalto.
 
Simone Bastos Monteiro da Silva em 12/01/2013 15:57:31
Um mato que cresce constante é o das redondezas da praça do Papa. E a responsabilidade é da prefeitura. Só limpavam para os eventos que ali iam acontecer.
 
Adriano Magalhães Menon em 12/01/2013 12:52:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions