A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

30/07/2013 08:40

Moradores não cansam de se indignar por morar em uma "ilha sem asfalto"

Helton Verão
Ruas são extremamente irregulares e exige certo contorcionismo de veículos (Foto: Marcos Ermínio)Ruas são extremamente irregulares e exige certo contorcionismo de veículos (Foto: Marcos Ermínio)
Na maioria das pouco mais de 15 quadras existe as instalações de esgoto (Foto: Marcos Ermínio)Na maioria das pouco mais de 15 quadras existe as instalações de esgoto (Foto: Marcos Ermínio)

Imagine você morador, ver todos os bairros ao seu redor serem asfaltados, passar uma década e somente o seu não ter as vias pavimentadas, literalmente uma "ilha sem asfalto". Esse local existe. O pequeno bairro Nossa Senhora das Graças, em Campo Grande, tem pouco mais de 15 quadras e está entre os bairros da Vila Nasser, Coophasul e a avenida Euller de Azevedo, todos asfaltados.

A situação não cansa de indignar os moradores da região. Eles apontam a falta de um presidente de bairro como um dos principais fatores por viverem nesta ilha. “Moro há 25 anos aqui e o que mais aconteceu aqui foram promessas de candidatos em eleições. Não tenho conhecimento de um presidente de bairro há tempos. Creio que seja o principal motivo por estarmos esquecidos”, comenta o eletricista José Prado, que mora na rua Maria Isabel Couto Pontes.

O que mais chama a atenção no local que em boa parte das quadras do bairro possui esgoto de quando foram asfaltados os vizinhos. “O esgoto até passa aqui, mas olha a situação das ruas, nem retas elas são. Os bairros vizinhos foram asfaltados há mais de 10 anos e nós ficamos esquecidos aqui”, ressalta Prado.

José Prado mora há 25 anos, há mais de 10 vê o asfalto há uma quadra de sua casa (Foto: Marcos Ermínio)José Prado mora há 25 anos, há mais de 10 vê o asfalto há uma quadra de sua casa (Foto: Marcos Ermínio)
A idosa lembra que situação já foi pior, moradores que despejaram castalho que ajudaram a coisa não ser pior (Foto: Marcos Ermínio)A idosa lembra que situação já foi pior, moradores que despejaram castalho que "ajudaram" a coisa não ser pior (Foto: Marcos Ermínio)

O eletricista mora com a esposa e três filhos no local e para pegar ônibus tem que caminhar até a Euller de Azevedo. Nos dias de chuva, a família tem dificuldade para caminhar na região. “Em dias de chuva aqui vira um rio, muitas vezes temos que esperar a água baixar bastante ou se não tiver outro jeito tem que se sujar”, comenta José.

Moradora há 22 anos no bairro, a idosa Leonora Rodrigues, 67 anos, lembra que antigamente já foi pior a situação nas ruas do Nossa Senhora das Graças e que “graças” aos moradores cascalharem as vias. “Estamos esquecidos, com o tempo seco é muita poeira, com chuva é muito barro. Em épocas de eleição não faltam convites para comícios, depois ninguém olha para cá”, relembra a aposentada.

De acordo com Leonora há muito tempo o bairro não tem um presidente, o último se chamava João e ela nunca mais o viu. “Ficamos sem o asfalto talvez por não termos nenhum representante”, expõe a idosa.

 

Um vendedor ambulante, que trabalha de carro, citou a dificuldade que enfrenta para vender seus produtos ali. “Quando tenho que vir vender aqui é só por Deus. Sempre achei curioso que só as quadras do Nossa Senhora das Graças que não tenha asfalto”, indaga o vendedor Eli Faria, 35 anos.

Descrente com uma resolução para a situação, um morador encontrou uma forma inusitada de protestar, ele viajar com sua família em dia de eleição e justifica o voto. “Não aguento mais essas promessas para nosso bairro, por isso viajo em dia de eleição e justifico o voto. Moro aqui há 11 anos e sempre foi assim. Se alguém faz algum reparo na rua, são os moradores com resto de construção, caso contrario seria pior”, avalia o pedreiro Edgar Gomes Luz, de 57 anos.

Ele também diz que o bairro não tem nenhum representante, mas cita a exclusão por parte das autoridades por ali ser uma região com muitas áreas invadidas. “Deduzo que isso pode ser por aqui ter sido ocupado a maioria dos terrenos de forma irregular. Na época os donos dos terrenos não imaginavam valorizar e muitos aqui acabaram entrando nos lotes abandonados”, conclui Gomes.

O pedreiro ainda lembra que em todo bairro é impossível dois veículos trafegarem ao mesmo tempo, mesmo que em sentidos contrários. "Um carro tem que esperar o outro, porque os dois ao mesmo tempo não tem como", avisa.

O limite do asfalto (Foto: Marcos Ermínio)O limite do asfalto (Foto: Marcos Ermínio)
Trafegar de moto ou bicicleta exige habilidade (Foto: Marcos Ermínio)Trafegar de moto ou bicicleta exige habilidade (Foto: Marcos Ermínio)

O Campo Grande News entrou em contato com a Prefeitura Municipal através de sua assessoria de imprensa, para saber de algum projeto para o bairro. De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura, Semy Ferraz, está em andamento um projeto técnico de pavimentação de parte do bairro Nossa Senhora da Graça.

O secretário adiantou que pode ser feita a complementação do asfalto em todo o bairro com o PAC Pavimentação. No momento, a previsão é de que sejam feitos na próxima semana serviços de patrolamento e encascalhamento nas ruas do bairro.



Moro na Maria Izabel depois que acaba o asfalto,minha vizinha teve que Pagar um caminhão e uma maquina pra jogar cascalho na frente da casa dela , pois a cratera era tão grande que não tinha como ela entrar com o carro.Acho um absurdo nossa rua desse lado é sem saída e quando fizeram o asfalto da linha do ônibus,ficou faltando somente duas quadras pra acabar.Tomara que seja verdade o que o secretario falou sobre o estudo técnico porque outro dia conversando com algumas pessoas,elas me disseram que esse ano não tem nenhuma emenda para o nosso bairro.
 
rosa lurdes gomes em 30/07/2013 22:06:13
Também gostaria de ressaltar o problema citado aqui no Bairro Morada dos Deuses, sou moradora e se trata de um bairro também ilhado, próximo a UCDB,com várias casas e novas construções, porém sofremos com o descaso dos órgãos públicos, um bairro sem asfalto em meio a todos asfaltados. Precisamos de uma providência e de respostas...é o minimo para uma qualidade de vida... em uma cidade tão rica como Campo Grande.
 
Lidiane Guimarães em 30/07/2013 20:54:58
Imagina vcs, morar em um bairro onde todas as ruas ao seu redor foram asfaltadas menos a sua quadra, essa é a rua Baronesa de Itú no Jd. das mansões, já teve duas tapas de asfalto na grande Pioneiros e ficamos pra trás, isso tem uns 13 anos, essa rua começa na BR (Av. Costa e Silva) tem um intervalo no Residencial Colonial, continua até a APAE, começa de novo sem asfalto e assim está até hoje, lembrando que tenho um irmão Especial cadeirante de 23 anos que frequenta a Apae, e minha mãe vive essa luta desde seus 2 anos de idade, empurrado a cadeira de roda sobre as pedras e quando chove então, não tem nem condições, gostaria de um apoio, para divulgação para chegar até as autoridades e esse caso.
 
LÍGIA SILVA em 30/07/2013 17:49:44
sou moradora do jd belinate e nos encontramos na mesma situação.
Rodeados de asfalto, só o nosso bairro que não tem, e temos somente 9 ruas e por todo lado tem asfalto menos o nosso,peço ao senhor prefeito Alcides Bernal que olhe pelo nosso bairro e asfalte, já que temos a promessa só falta cumprir agora.
 
werbena ribeiro em 30/07/2013 15:14:19
Sou moradora do bairro Jardim noroeste, um bairro também esquecido pelas nossas autoridades.O asfalto somente numa parte da linha do ônibus. Quando chove moradores que moram na parte de baixo do bairro sofrem com a erosão causada pela chuva. Prefeito, faça valer os votos que lhe foram confiados nas urnas. Jardim Noroeste precisa estar no seus projetos de pavimentação. Construtores estão investindo no bairro com o minha casa minha gente. Com o asfalto o progresso é certo.
 
Iaci Geralda Moreira em 30/07/2013 14:21:23
Sou morador do Jd Itatiaia, 1,5 após entrar na avenida três barras, moro na rua CONDE DE SÃO JOAQUIM e gostaríamos muito de uma atenção dos órgãos que se dizem ""competentes"". Minha rua, a conde de são joaquim lembra muito o grand canyon.

Mas, esses dias peguei um taxi para viajar e o taxista me disse que em conversa com um popular vereador, o confidenciou que a verba para asfaltar essa região já havia sido desviada, digo liberada, a muito tempo. ou seja, o asfalto que nao existe ali já está pago.

Diante de tudo que eu vejo, eu acreditei na conversa do taxista...

E meu carro se deteriora a cada dia nesse cascalho sem fim que eu pago IPTU para meus queridos políticos
 
Fabiano Pontes em 30/07/2013 11:45:11
Os problemas estão em vários pontos da nossa capital, sou morador do Bairro Morada dos Deuses (Próximo a UCDB ao lado do Agua Limpa Parque) o nome é sugestivo, porem não é uma realidade, o bairro é igual o do Reportagem, estamos ilhados, existem ruas no bairro que já se perderam, pois o Mato tomou conta uma situação horrível, se possível solicito fazer uma matéria no local.
Importante ressaltar que foi aprovado na semana anterior um investimento de Milhões de Reais para serem utilizados em asfalto na capital, agora a população precisa saber aonde e quanto esse recurso será empregado, o povo clama por atitudes!!!! O site da Prefeitura é uma Piada, enviei diversos e-mail para a secretária de obras e vocês já sabem o que aconteceu. NADA!!!!!! sem resposta...
 
Paulo Henrique em 30/07/2013 11:13:01
Isso é um descaso do poder publico... no bairro jd. Montevideu é a mesma coisa e ainda pior, por conta do alphaville, foi asfaltado o bairro praticamente todo ficando 4 ou 5 quadras sem o tal asfalto... indignação é o que sentimos...
 
André Luiz em 30/07/2013 10:58:40
Mora na rua Visconde de Piraja infelizmente o nosso bairro foi esquecido quando chove piora nossa situação . Os moradores fazem os arranjos que dá para conseguir andar nos buracos e crateras das ruas do Bairro Nossa Senhora Aparecida. A prefeitura só não esquece de tirar o asfalto da cobrança do IPTU pra imposto eles não esquecem de nós.
 
Fabricia Lima Leite Oshiro em 30/07/2013 10:41:48
Sou morador do Bairro Oliveira, onde gostaria de convidar o Srº Prefeito Alcider Benal e o ex prefeito Nelson Trad Filho para dar uma volta com seus respectivos carros e mostrar como é a situação do Conjunto Oliveira.
Uma vergonha.
 
Marcelo Cintra em 30/07/2013 10:41:27
Moro no bairro Nossa Senhora das Graças , na rua General Bertoldo Klinger que é paralela a Euler de Azevedo , e devido a falta de asfalto só contamos com a poeira , barro e buracos, esperamos que com essa nova administração possamos ser lembrados e contemplado com a pavimentação asfáltica, pois todo ano recebemos rigorosamente em dia o carnê do IPTU, que cada ano que passa fica mais caro e sem sentido ser pago.
 
Karine Amarante em 30/07/2013 10:33:30
POIS BEM!SOLIDÁRIA COM OS MORADORES DESSE BAIRRO VENHO FALAR DO MEU. MORO NO JARDIM BATISTÃO, ONDE TENHO UMA CASA NA R BERING E MORO COM A MINHA MÃE NA R ESCOCIA NO MESMO BAIRRO. DA RUA SOUTO MAIOR PARA BAIXO ATÉ O FINAL DO BAIRRO ONDE ESTA A NOVA VIA ESTA ASSIM. A PARTE DEBAIXO QUE COMEÇA NA BR, ATÉ A RUA SOUTO MAIOR FOI ASFALTADA, TA LINDO E DESENVOLVIDO LÁ. E NÓS DA PARTE DE BAIXO ABANDONADOS.
AS RUAS PÉSSIMAS, UM QUADRADO SEM ASFALTO. TEM RUA QUE TEM BURACO QUE CABE UM CARRO DENTRO. UM QUADRADO ESQUECIDO E POEIRENTO. DIZEM ALGUNS QUE NA PREFEITURA CONSTA COMO ASFALTADO. MORAMOS NESSE BAIRRO A 30 ANOS ESPERANDO O ASFALTO. AS RUAS LATERAIS ESFALTADAS ARBORIZADAS E NÓS LÁ! UMA VERGONHA!































































































 
VALÉRIA DELMONDES DANTAS em 30/07/2013 10:24:22
Faço questão de entrar nesse assunto. Sou moradora desse bairro desde 1995, meio que "desbravamos" a nossa rua que é a rua dos Emboabas, fica mais ou menos cinco quadras da Euler de Azevedo, pois bem, realmente é assim, dias de chuva é quase impossível atravessar. Agora, desde 2011 eu estou pagando IPTU como se tivesse asfalto na minha rua (e não tem), já tentei resolver, fui pessoalmente e não foi corrigido,enfim, quem sabe agora nessa outra administração. Sei que erros acontecem, mas o que não concordo, é em não se conseguir resolver. Haja tempo, disposição, paciência e custos, pois se não é com gasolina, é de passagem do ônibus...digo isso, pois vi na TV que tem mais pessoas com essa mesma situação em outros bairros tbém...
 
Lucia Sales em 30/07/2013 09:56:59
Eu moro na rua Bogoni no residencial Sírio Libanês II, somente a minha rua no bairro inteiro esta sem asfalto, eu fico me perguntando, será o que custaria pavimentar os 300 metros da minha rua??? Já que na verdade somos nos que pagamos o asfalto... E de indignar...
 
Thiago Nantes em 30/07/2013 09:46:30
Eu moro na Rua Mem de Sá, no Bairro Nossa Senhora das Graças e lá nem rede de esgoto tem. Aliás tudo é precário no bairro, as ruas sem asfalto e algumas sem rede de esgoto, o posto de saúde que estava sem médico e medicamentos e quando fazem alguma coisa é mandar uma máquina passar na rua pra fazer mais poeira, isso se não chover depois de patrolarem a rua e a gente não conseguir sair de casa por causa da lama.. Mas como a senhora disse na reportagem, em época de política muito vão pedir o voto e prometer mundo e fundos e depois somem..
 
Odineia das Graças Santos Leite em 30/07/2013 09:40:25
Gente a Vila São João Bosco sofre isso a muito tempo, inclusive já fizeram protestos com Placas, faixas e cartazes espalhado pelo Bairro Monte Castelo.
O pior que é uma Vila centralizado. O povo ta cansado. Fizemos uma placa bem grande e colocamos próximo a rua. Anoiteceu e não Amanheceu.. Será quem mandou tirar.??? O pior que todos os "competentes" se esquivam da realidade. Até quando vamos continuar sofrendo?
 
EZEQUIEL DOS SANTOS em 30/07/2013 09:28:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions