A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

20/10/2015 08:26

Morre biomédico que passou mal por desidratação em passeio ciclístico

Viviane Oliveira
Desafios ocorrem em áreas verdes do Estado. (Foto: Desafio Piraputanga de Mountain Bike)Desafios ocorrem em áreas verdes do Estado. (Foto: Desafio Piraputanga de Mountain Bike)

O biomédico Marlus de Souza Freitas, 30 anos, morreu por volta das 5h de hoje (20), na Santa Casa de Campo Grande. Ele estava internado desde o último domingo (18), com quadro de desidratação severa, após passar mal durante competição de ciclismo, que aconteceu em Rochedinho.

Conforme Gleice Cunha Carpi, uma das organizadoras do evento, o ciclista largou às 7h e participava de um percurso de 102 quilômetros. Ele passou mal por volta das 14h, quando faltava 1 km para finalizar a prova.

Ainda de acordo com Gleice, Marlus fazia parte da federação e estava acostumado a participar de provas de ciclismo. Segundo ela, os colegas de competição contaram que Marlus passou a prova reclamando de câimbra e faltando pouco tempo para terminar bateu a bicicleta em outro ciclista. “Ele deveria estar sentindo tontura e nesse momento desceu da bicicleta e foi agachando já passando mal", disse. 

Marlus deu entrada na Santa Casa por volta das 15h, passou por atendimento no pronto socorro e foi para o CTI (Centro de Terapia Intensiva), onde morreu. Ontem, a família chegou a fazer campanha nas redes sociais pedindo doação de sangue para o biomédico. 

Em outubro do ano passado, o corredor mato-grossense Juliano Batista, 30 anos, morreu durante a 6ª Meia-Maratona Volta das Nações, em Campo Grande. O rapaz participava da meia-maratona de 21 quilômetros, quando sofreu uma parada cardíaca.



O bom senso deveria reinar neste tipo de prova: 102 km sob um sol de 41 °C com o tempo seco (pior que de deserto), a umidade relativa do ar estava em 15%, foi muita sorte das 600 pessoas ter apenas um falecido por desidratação...não precisava de mais de 50 km para curtir a natureza, acima disso ainda se corre o risco de ataques cardíacos em provas longas, afinal muitos eram iniciantes nesta atividade esportiva.
 
Eddie Alessandro Miranda Carvalho em 20/10/2015 09:09:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions