A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

18/09/2013 16:46

Morte do bebê de 13 dias revolta e comove população de Campo Grande

Luciana Brazil
A morte de Bianca comove leitores do Campo Grande News. (Foto:Arquivo pessoal)A morte de Bianca comove leitores do Campo Grande News. (Foto:Arquivo pessoal)

O bebê de 13 dias que morreu de parada cardíaca na última segunda-feira, depois de passar por dois hospitais e não receber atendimento, em um deles por falta de pediatra, comoveu os leitores do Campo Grande News.

A revolta e indignação com a história da pequena Bianca é naturalmente percebida nos comentários feitos na matéria publicada ontem (17) pelo jornal.

De imediato, alguns leitores aproveitaram para mencionar uma das maiores polêmicas dos últimos meses: o Programa Mais Médicos, do governo Federal.

“Talvez um médico Cubano tivesse salvado essa criança!” disparou Fabrício Márcio Vargas. E Hamilton Fernandes complementou dizendo, “Sejam bem vindos cubanos”.

Nos desabafos carregados de repulsa, é evidente o desejo da população, que há séculos quer apenas o que lhe é de direito: atendimento médico, saúde, segurança e transporte público, e tudo com qualidade. Alguns chamam apenas de tratamento humanamente digno.

A perplexidade dos leitores é a mesma da equipe de reportagem ao ouvir a narrativa da avó de Bianca, Edna, que um dia após enterrar a neta, parecia não acreditar na história relembrada com detalhes.

Alguns leitores sugeriram que se a criança fosse filha de um nome “importante” teria sido salva.

“Se fosse filho de alguém mais graduado na sociedade, duvido se não teriam conseguido um médico! POR ISSO QUE TEM QUE VIR MEDICOS QUE QUEIRAM TRABALHAR DE VERDADE, POIS OS DAQUI INFELIZMENTE SÃO POUCOS QUE TRABALHAM POR AMOR À PROFISSÃO”, disse Anderson Silva que fez questão de deixar parte do texto em caixa alta.

Indiscutivelmente, a questão financeira não passa despercebida. “Bom... Se tivessem dinheiro, pegariam um avião para tratar em São Paulo, em hospital particular, não é assim que certa classe tem procedido nos últimos anos?”, questionou José Carlos.

Lamentável, vergonhoso, triste. Os adjetivos que qualificam a tristeza da família são numerosos, mas não suficientes para expressar o sentimento da coletividade.

Frente à história, sugestões prováveis ou não ficam detalhas nos comentários. “No mínimo, pelo menos, os hospitais tinham que ter um sistema interligado para que as pessoas não ficassem nessa peregrinação em busca de um hospital que pudessem atendê-los. Como a própria mãe do bebê em questão disse ‘ainda bem que eu tinha um dinheirinho para o táxi, mas e quem não tem?' E as autoridades? Ninguém faz nada?”, disse Rodrigo Adania.

Os pais de Bianca falam da dor em perder a única filha. (Foto: Marcos Ermínio)Os pais de Bianca falam da dor em perder a única filha. (Foto: Marcos Ermínio)

Segundo o leitor Oswaldo Rodrigues, a burocracia imposta pelos gestores resulta em tragédias como a de Bianca. “A burocracia irresponsável imperante no sistema é o que conseguiram os pseudo-gestores da saúde; passaram por cima da necessidade urgente do atendimento à criança; desconhecem que a evolução da doença nesta faixa etária é muito rápida".

Ele ainda continua criticando o atendimento de muitos profissionais. "E esta má fé se multiplica nas recepções dos hospitais, impedindo o acesso do cliente ao médico, chegando ao cúmulo, que a família da Bianca ficar com medo de levá-la para o PS da Santa Casa onde a triagem, com frequência, não permite abrir ficha”.

Os políticos também receberam críticas ardentes. “Governo, prefeito,vereadores na hora de andar pelos bairros pedindo votos eles sabem!! Cadê as promessas de SAÚDE e outras MELHORIAS para o povo. E agora a gente paga nossos impostos para quê,se fosse seu filho, senhores políticos com certeza tinha pediatra. ISSO É REVOLTANTE QUEREMOS E MERECEMOS UMA SAÚDE MAIS DIGNA SENHOR PREFEITO”, se revoltou Celso Mendes.

Entre tantos comentários, muitos expõem a insatisfação com o sistema, com os políticos e hospitais. Mas todos, sem exceção, mostram claramente a vontade de consolar a família de Bianca.

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


MPE???? nesse estado é piada. muitas pessoas vão ao Forum pessoalmente, procuram o MPE e NADA.
A morte dessa criança não poderá ficar impune.
 
Juan Charlymoon em 20/09/2013 13:10:20
Enquanto vereadores se ocupam em reunir provas e mais provas para derrubar o prefeito que foi eleito pela maioria dos campo-grandense, os médicos criticam a vinda dos medicos estrangeiros, coisas como esta acontecem embaixo de nosso nariz, toda a reivindicação quando toma cunho pessoal ou politico partidário se torna imbecil e é exatamente o que está acontecendo em nossa capital. Tomem vergonha vereadores e médicos que incitam o cartel!!!
 
inge cles oliveira em 19/09/2013 10:59:46
infelizmente esse nao e o primeiro caso nem sera o ultimo,a populaçao de ms e responsavel pelo que aconteceu pois na hora de votar sempre escolhem os mesmos o governador nao faz nada e e um medico o ex prefeito que sera candidato ao governo tambem e medico e tantos outros enquanto o povo nao fizer nada sera sempre um caso a mais olha bem a guerra que esta acontecendo entre a prefeitura e os vereadores com o aval do governo chega a ser absurdo pois na campanha dizem que vao fazer tudo pelo povo ,mas depois nao tao nem ai pros problemas da populaçao,quem sabe um dia as coisas melhorem ,
 
jacqueline gonçalves romero em 19/09/2013 10:16:30
Até onde me lembro essa cambada da prefeitura em geral falavam 90% do seu discurso em MELHORIAS NA SAUDE PUBLICA. Ta aí a SAÚDE prometida. Mais uma vez eles mostra que campanha é só promessa. Por favor população não vamos mais acreditar em PROMESSAS na hora do voto. Vote consciente, Vote em cima da realidade existente, escolha seus representantes pela sua boa índole e formação, e MUITA vontade de trabalhar e não ATRAPALHAR.
 
Arnaldo Gomes em 19/09/2013 10:14:50
infelismente esse é o BRASIL... venham sim medico de outros países venham e da minha parte sera bem recebido quem sabe nesses países eles foram orietado a ter educação e saber que se uma pessoa vai a um posto de saúde é porque precisa realmente de atendimento, e não porque foi la passear e ver os amigos é uma vergonha a atual situação do nosso páis sinto muito pela famillia dessa criança... que triste...
tem muitas pessoas querendo estudar fazer medicina mas infelizmente no BRASIL só quem estuda medicina é os filhinhos de papai...pois olha o preço das faculdade...
 
sandra lucia barbiris em 19/09/2013 09:58:50
antes de coloca a culpa em alguém lembre-se de pensar oq fez para salvar a criança, as pessoas quaisquer q sejam elas, é bom aprender antes de sai correndo ou enquanto ta indo a algum lugar, liga pro samu muito facil é 192 eles informam aonde tem pediatra d plantao e as vezes ate por telefone eles ajudam a salvar pessoas, varias vezes liguei pra fala dos meus filhos q tava passando mal e sabe d pediatras, e eles foram educados e responderam. ficadika.... tem uns anjos salva vida na cidade é só saber procura, não coloque culpa do seus erros em outras pessoas achando que vai diminuir sua culpa..
 
fernanda beatriz em 19/09/2013 09:49:23
Que Deus conforte imensamente a dor desta família. A maternidade candido mariano deveria ser proibida de atender pelo Sus, são inúmeros os casos de omissão, crianças falecidas sem atendimento ou com deficiência física por atendimento tardio. Esse hospital é um lixo, só se preocupa com os atendimentos particulares. Graças a Deus mesmo tendo plano de saúde meu filho não nasceu lá. Cadê as autoridades?
 
Denise Silva em 19/09/2013 08:48:00
Só Deus numa hora dessa. Cadê o MP? e agora prefeito? e agora Governador? não vão fazer nada? saiam do palanque.
 
Deocleciano Rover em 19/09/2013 08:32:29
Não é somente a falta de médicos, também falta estrutura principalmente leitos e aparelhos. O que o povo do Estado de MS acha de um governo que investimento 130 milhões na construção de um Aquário ao invés na construção de mais um Hospital para salvar vidas. Todos precisam refletir principalmente os nossos governantes.
 
Carlos Alves em 19/09/2013 08:30:10
Se os vereadores deixassem o prefeito trabalhar sendo que eles só querem tirar Bernal da Prefeitura deixa o homem trabalhar gente. Apesar não estou do lado de ninguém pois isso já virou teatrinho de cassação se vcs não querem trabalhar tem gente que quer poxa agora deixar criança morrer por falta de pediatra é brincadeira esse é o nosso brasil eu tenho vergonha de ser brasileiro com toda sinceridade.
 
Renan Ferreira Rodrigues em 19/09/2013 08:23:39
Não se iludam os médicos cubanos não farão nada diferente do que fazem os brasileiros, o que faltou foi falta de vontade, vejam o caso dos gêmeos que a mãe tinha autorização judicial para abortar e os médicos do Regional a fizeram mudar de ideia, são estes contrassensos que me enlouquecem no Brasil um dia você vê um trabalho exemplar salvando vidas, e no outro uma vida perdida por total falta de interesse.
 
Marco Aurélio em 19/09/2013 08:16:48
Sejam bem vindos médicos estrangeiros.
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 19/09/2013 08:08:31
Enquanto isso o Sr. Prefeito Alcides Bernal e os ilustres vereadores continuam com sua novela, vocês tem é que criar vergonha na cara...
 
Helton Maximo Rabelo em 19/09/2013 07:58:14
Aqui no estado de SP vivemos casos e mais casos assim..
A Polícia Civil de Olímpia instaurou inquérito para investigar a morte do pequeno Pedro Henrique de Jesus, 10 anos, que a família acusa ter sido vítima de negligência médica.
Em princípio o garoto torceu o pé direito, no dia 11 de setembro, enquanto brincava no recreio da escola. Desde então, ele peregrinou durante cinco dias pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e a Unidade Básica de Saúde (UBS) da cidade, até ser encaminhado ao hospital Padre Albino, em Catanduva, onde morreu na última terça-feira, 17, depois de ter ficado três dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A suspeita é de infecção generalizada.
De acordo com o delegado Marcelo Pupo de Paula, o caso é investigado como morte suspeita. “Ainda é muito cedo para afirmar que houve negligência. O que se sabe, com base no boletim de ocorrência registrado pela família, é que o menino passou por diversas vezes por atendimento nas unidades de saúde, onde era medicado e liberado. Ele reclamava de muita dor para os familiares e somente no domingo, 15, foi internado na UTI da Santa Casa de Olímpia e encaminhado para o hospital de Catanduva.”
O delegado explica que os médicos que atenderam a criança serão convocados para serem ouvidos. “Vamos solicitar os prontuários de atendimento e a certidão de óbito para anexar ao inquérito. O objetivo é constatar se houver ou não falha médica. E se caso positivo, punir os responsáveis.”
O menino foi velado, nesta quarta-feira, 18, na casa dele, localizada no bairro Santa Efigênia e enterrado às 14 horas, no cemitério da cidade.
 
Silvania Abrão Arman em 19/09/2013 07:55:20
enquanto isso, vereadores e prefeitos trocam farpas....
e a saúde pública esta um caos, vai em um posto de saúde tentar um atendimento ...
fora o mau atendimento dos servidores dos postos.
 
waldir fernandes em 19/09/2013 07:37:19
Vergonha!!!! E covardia, com esta familia pra não falar com toda população.... Quantos mais terão que pagar com preço da própria vida por conta do descaso de nossos governates e profissionais de saúde.... ATÉ QUANDO FICAREMOS PRESOS NESTA VERGONHOSA GESTÃO.... E ainda Querem ficar brigando por disputa de poder Estado e Municicípio....................... VERGONHA
 
danilo antonio em 19/09/2013 07:34:54
Uma notícia tão triste e revoltante. Não há comentários dos leitores. Realmente é sem comentários. Cadê o povo que fala "deixa o homem trabalhar"? Vai dizer o quê? Realmente, nada! A realidade é o que se vê.
 
Teresa Graça em 19/09/2013 07:27:39
O que eu não entendo é como uma maternidade não tem um pediatra de plantão???
 
Diego Silva em 19/09/2013 07:12:25
mas esta indignação deve ser vista quando se faz uma manifestação aqui na capital aparecem uma meia duzia de gatos pingados não da nem pra dizer que é manifestação devem por a cara sim ir pra rua fazer ser ouvidos senão eles acham que esta tudo bem e a PEQUENA E LINDA BIANCA vai ser somente mais um numero na estatística.e saber votar não se vender e achar que uma dentadura um cimento ou etc vai estar tudo bem ai colocam no poder pessoas despreparadas e incompetentes como em minha cidade que esta se acabando e era uma linda cidade RIO VERDE administrada por um prefeito do PT hoje passa por momentos difíceis com um gestor nem pediatra temos e médicos raridade até boletim de ocorrência foi feito ...vergonha.
 
FLAVIO ANTONIO em 19/09/2013 06:54:56
Cadê as cartas de repúdio dos "Direitos Humanos" repudiando este descaso com a saúde do cidadão???? Cadê? Chorei ao ver esta reportagem ok? Tenho filhos e por um momento imaginei a situação de impotência de ver um serzinho tão amado sofrendo...
 
Marcos Rumolli em 19/09/2013 06:18:49
Falta vontade politica e culpa dos próprios médicos que também não fazem nada para ajudar o povo.acho sim que não ganham muito,mas eles sim tem condições de mudar tudo isso. cade a passeata brigamos por tao pouco 0,20 cents. essa vida não vale nada??? Vai ficar por isso mesmo ne??amanha nos ja esquecemos,dor somente para quem perdeu. SO QUE UM DIA PODE ACONTECER COM NOS MESMO.
 
carlos cesar arakaki em 19/09/2013 06:01:29
Continuando... pode vir cubano, boliviano ,paraguaio e ainda não iremos resolver tais problemas. É preciso que os governantes gastem dinheiro com estrutura e mão de obra em saúde. Não adianta culpar sempre os médicos, vai pedir para os gestores aumentarem o número de leitos hospitalares, cadê o pronto socorro municipal? Só lembrando os médicos estrangeiros São médicos generalistas e não especialistas. Não tá vindo pediatra, ginecologista,etc., e não precisa esperar não viram! Vamos cobrar mas cobrem com qualidade, saibam o que cobrar .Deixamos de ser massa de manobra, Maria vai com as outras. Culpar uma classe por tudo é fácil , e, tira o foco sobre os verdadeiros culpados,que São nossos governantes. Quantos já morreram por falta de estrutura, com desvio de verbas desviados?
 
Edwaner Bondarczuk em 19/09/2013 00:28:57
Por favor! Quanta falta de conhecimento! Antes de tecer comentários procurem saber as razões para a falta de pediatras nestes hospitais. Primeiro lugar maternidade não faz atendimento em pediatria, não tem pronto socorro pediátrico. Segundo lugar para urgências e emergências pediátricas, jamais procurem outros hospitais que não Santa Casa e hospital regional, pois os outros hospitais não tem estrutura para urgências e emergências pediátricas. Os donos destes hospitais parecem não demonstrar interesse em dar este tipo de assistência. A maioria das causas da falta de médicos em serviços hospitalares, é por falta de interesse do gestor, o médico não precisa se expor a falta de condições e de estrutura ,pois os gestores não assumem a culpa em um eventual dano ao paciente. E tem mais...
 
Edwaner Bondarczuk em 19/09/2013 00:08:46
Fato triste revoltante por isso sempre disse campo grande não precisa de obras lindas aquários enfeite pra cidade arvore natal precisa de uma saúde digna pra população porque nossa capital é vergonha na área de saúde ,,, um fracasso e não so rede publica ta geral,,,,hospitais conveniados também ta calamidade,,, sou favor trazer médicos de fora pois talvez assim melhore mais a saúde,,,, uma capital com saúde tao precária assim é revoltante ,,,movimenta ai Sr secretario da saúde ,
 
Rosilene leonel em 18/09/2013 23:55:47
A poucos dias fiz uma verdadeira maratona para que meu filho de 4 anos fosse atendido, mesmo tendo convênio. Quando procurei o plano de saúde pedindo explicação, tal foi minha surpresa em ser informado que tanto cassems como unimed pagou para que houvesse pediatras no pronto med, mas "eles " simplesmente ñ estavam lá. Mas isso ñ foi o pior; fui informado em off que se nada for feito dentro de poucos anos não haverá pediatras e clínicos gerais; razão: "não dá dinheiro".....que venham os estrangeiros.
 
gabriel alves em 18/09/2013 23:45:15
É lamentavél o descaso com a saúde e atendimento das crianças...Hoje levei minha filha ao UPA do Universitária, passamos pela triagem e constatou febre alta, mas mesmo assim, fomos atendidas depois de 2 horas e ao adentrar no consultório o médico viu que a febre havia subido muito e que minha bebê estava preste a convulsionar, ainda quis me questionar o porque eu ainda não tinha sido atendida.... engraçado a ficha da minha filha tava com ele, e ele nem se quer olhou para poder passa-la na frente das outras crianças... Quando ele viu o seu erro, correu e mandou dar uma injeção de dipirona na minha filha, para abaixar a febre mais rápido e com mero descaso receitou o de sempre "Dipirona e um xarope pra tosse"... Essa é a situação da saúde...Até quando...Quantas crianças precisaram morrer...
 
Michelly Valdez em 18/09/2013 23:25:14
É REVOLTANTE ESSA NOSSA SAÚDE PUBLICA, DEPOIS O NOSSO PREFEITO BERNAL VEM DIZER QUE FOI MUITO BEM ATENDIDO NA UBS DA CARLOTA, ELE FOI ATENDIDO RAPIDAMENTE AFINAL ELE É O PREFEITO SE FOSSE GENTE COMUM DUVIDO SE ELE SERIA ATENDIDO!!! Mês PASSADO MINHA MÃE ESTAVA TENDO UM INFARTO CORREMOS PARA O POSTO UBS MAIS PRÓXIMO E UMA ENFERMEIRA NOS DISSE QUE TERÍAMOS QUE IR A UM POSTO 24 HORAS NEM ATENDEU A GENTE... E SE FOSSE MÃE DO BERNAL SERA QUE FALARIA O MESMO?
E O BERNAL O QUE DIZ DISSO?
 
ALEX MENEZES em 18/09/2013 20:57:56
Falar o que, diante de tudo isso. ...Temos um GOVERNADOR que é médico!!!
Melhor é meu silêncio e orações pela família, que Deus conforte o coração de todos, a pequena Bianca esta ao lado de Deus!!!
 
Lucy Mery Surita em 18/09/2013 20:25:26
eu gostaria q todas mães q ter seu filho pedisse o exame do coração minha filha esta no cti hoje ela nasceu com um sopro e ela pegou um vírus e afetou o coração dela e so trasplante para salvar ela
 
elisangela malheros segovia em 18/09/2013 19:16:58
Vi pela mídia vários movimentos pelo Brasil, de médicos vaiando os colegas de Cuba, mas uma coisa é certa falta boa vontade, mesmo que os médicos do hospitais q eles procuraram socorro não fossem pediatra, pelo menos podiam ter dado o primeiro atendimento, muito se fala, pouco se faz.
 
wagner borges de freitas em 18/09/2013 19:09:23
Eu gostaria de saber a reposta das autoridades que receberam essa criança e nada fizeram; eu quero saber daqueles que repudiam a contratação de médicos do exterior, onde estavam, que não no posto de trabalho; eu quero saber da maternidade, que liberou a criança com problema de saúde; quero saber porque a ausência da classe pediátrica; EU QUERO saber o porquê de tanta banalização com a vida. Até quando o diploma de medicina não passará de status, até quando os doutores vão fazer desse deveria ser um HOSPITAL, mas funciona como frigorífico e quero saber do poder público. Peço desculpas aos bons profissionais da saúde pelo desabafo, mas infelizmente existe uma corja que se preocupa apenas com a conta bancária. A família meu mais profundo lamento, e sugiro: não se calem, busquem, processem.
 
Marcia Silva em 18/09/2013 19:09:13
É triste ver uma situação dessas, mesmo se fazendo justiça, essa vida não volta mais !
 
Kenia Moreira dos Reis em 18/09/2013 19:01:14
Existe muito cooperativismo na medicina, tudo para manter altos salários e baixa concorrência, o Governo investe altíssimo nos filhos da classe burguesa devido à desigualdade na formação educacional, onde o pobre acaba excluído em concorrência desleal, através de Universidades Públicas para não ter um retorno digno através do serviço público obrigatório. Isso tem que acabar! Médicos Estrangeiros já ou revalida para todos os médicos, inclusive os mais antigos que não se reciclaram.
 
Carlos Magno em 18/09/2013 18:43:01
A vinda dos médicos cubanos, clínicos gerais, não será de tanta mudança, já que em Cuba o sistema de saúde é de prevenção. Enquanto no Brasil só temos o costume de ir quando estamos com a doença. E nesses casos é fundamental legar para o SAMU, para que possa socorrer a vítima, ou passar a informação de qual unidade possui pediatra.
 
Josiel Werle em 18/09/2013 18:40:24
faz quase nove meses que o sr.prefeito assumiu a administração da nossa capital
o que foi feito pela saúde pública, NADA
educação NADA
segurança NADA. e o culpado dele não conseguir fazer nada quem é os assessores incompetentes que sua incompetência empossou.
não há pediatras nos pronto atendimentos a fila é enorme não consegue marcar exames
por que eles não aceitaram o feito pelo anterior, e cadê o programa dele?
para marcar uma cintilografia vc tem que esperar eles marcarem outro exame que comprove que vc esta morrendo a qualquer hora,para ser benefiado entre os 8 isto mesmo (oito) exames mensal.e agora estão marcando esses que estavam nessas condições no mês de junho,como fui informado ontem por uma funcionária da casa de saúde. É isto que merecemos? ACORDA SR.BERNAL
 
edenor dourado de matos em 18/09/2013 18:35:02
Ola isso e mt chocante mesmo,eu tenho 4 filhos,mas e as gêmeas de 4 anos e 8 meses que me preocupa mt,elas desde que nasceu tiveram varias crises de convulsões todas causadas pela febre ja tomaram remédios controlados fizeram series de exames,hj graças a meu deus elas estão bem,mas confesso que e uma loucura quando necessito do posto e para meu azar não tem pediatra,acho que deveriam escalar melhor os pediatras pois quando ligamos no 192 pedem para ligar mais tarde para saber onde tem.ai informa so tem no upa universitário,vila almeida e coronel antonino eu moro aqui próximo a copavila 2,deveria ter pediatra em um desses seguintes postos:guanandi,copavila 2 e aero rancho assim fica fácil irmos ate la eu ja fui na coronel antonino quando elas ainda era bebe eu as levei sozinha de ônibus
 
vanessa brito em 18/09/2013 18:18:34
uma vergonha muito triste ver isso acontecer temos que ter providencia urgente,ficam ai querendo fazer aquário em vez de formar mais médicos,isso porque a saúde não da retorno pra eles ficarem mais ricos.
 
mauro teodoro em 18/09/2013 17:38:45
Esses casos ocorrem, porque se trata de pessoas pobres; será que se fossem os prometedores de tudo e a todos quando querem votos, seriam a mesma coisa ???.....garanto que não pois como apareceu em Brasília que mesmo os ex políticos continuam a usufruir dos benefícios médicos, estendidos a todos de sua família, nos melhores hospitais do País, mas quando se trata de pessoas pobres, a história é outra, por isso precisamos receber os médicos estrangeiros, pois pelo menos até agora parece que vieram pra trabalhar.
 
Luiz Mário de Andrade Silva em 18/09/2013 17:38:37
O que eu não entendi até agora é o seguinte: por que essa criança não foi levada para a Santa Casa? O hospital possui pediatras plantonistas. Mas o que chama a atenção é o seguinte: uma MATERNIDADE sem pediatras??? É o mesmo que o Proncor sem cardiologistas. Como isso é possível?
 
Edir Viégas em 18/09/2013 17:30:09
isso ae tem que vir médicos de fora mesmo se o que tem na cidade tá nem ai,fico triste pq minha amiga tava toda feliz com a netinha ai acontece isso com a neném,eu odeio a MATERNIDADE CÂNDIDO MARIANO se fosse por essa maternidade meu filho hoje com 4 anos não estaria mais comigo tbm,
 
walquiria rosa em 18/09/2013 17:27:13
Meu coração doi a cada momento que lembro desta reportagem...
Um anjo de Deus! pagando pelos erros humanos! Que Deus conforte esta família.
 
Izabel Gonçalves em 18/09/2013 17:26:26
Cadê os ilustre defensores de bandidos "nossos direitos humanos" como sempre nem um ato, pronunciamento ou ajuda em favor da população...
 
Carlos Strato em 18/09/2013 17:08:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions