A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

17/11/2012 09:32

Morte no Tijuca pode ter relação com disputa por venda de drogas

Gabriel Neris e Mariana Lopes
Polícia investiga homicídio da noite de ontem no bairro Tijuca II, em Campo Grande (Foto: Minamar Júnior)Polícia investiga homicídio da noite de ontem no bairro Tijuca II, em Campo Grande (Foto: Minamar Júnior)

A Polícia suspeita que a disputa por ponto de venda de droga no bairro Tijuca II tenha motivado o assassinato de Roberto Marques França, de 32 anos. Ele foi morto com quatro tiros, por volta das 21h, desta sexta-feira (16), em Campo Grande.

França foi atingido no queixo, na testa, no ombro direito e na omoplata direita. No momento do crime, o rapaz estava sentado em frente de casa e morreu na hora. Marilene dos Santos da Silva, que morava junto com a vítima, disse a Polícia que o rapaz era traficante de drogas e havia sofrido ameaças de morte.

O suspeito entrou na rua Tv. Babeuna e atirou a queima roupa contra França. No outro lado da rua estavam Pastor Ovelar, 51, e Simone Cáceres Gonzales, 37. O homem foi atingido de raspão no braço, enquanto a mulher levou um tiro na perna.

Mesmo ferido, Ovelar conseguiu derrubar o suspeito da motocicleta Honda Titan, que fugiu do local.

A Polícia acredita ainda que um parente de Marilene possa estar envolvido no crime. De acordo com o delegado Camilo Kettenhober, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga, Marilene contou durante depoimento que era agredida constantemente por Roberto, e até mantida em cárcere privado.

Os parentes de Marilene ficaram sabendo da violência e um deles teria ameaçado matar Roberto.

Motocicleta Honda Titan utilizada no crime está apreendida na Depac/Piratininga (Foto: Minamar Júnior)Motocicleta Honda Titan utilizada no crime está apreendida na Depac/Piratininga (Foto: Minamar Júnior)

Conforme as investigações da Polícia, o autor do homicídio caiu da motocicleta, fugiu do local e subiu na garupa de outra moto que o aguardava. Segundo o delegado, o veículo utilizado para fuga é do parente da Marilene.

O delegado contou ainda que Roberto vendia drogas com um dos suspeitos na região. Entretanto, a vítima foi presa e estava em liberdade provisória há três meses. Quando saiu da cadeia, Roberto decidiu traficar por conta própria.

Roberto e outro traficante da região começaram então a disputar o ponto de venda. Segundo a Polícia, o suspeito pode ter se unido ao parente de Marilene para executar Roberto.

Homem morre a tiros e dois são feridos no bairro Tijuca II
Um homem de 32 anos foi morto a tiros na noite desta sexta-feira (16) no bairro Tijuca II, em Campo Grande. O caso aconteceu na rua Maracantins e uma...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...
Prefeitura e Sebrae fazem estudo em lojas para revitalizar rua 14 de Julho
A prefeitura de Campo Grande a o Sebrae de Mato Grosso do Sul estão realizando na rua 14 de Julho, Centro da cidade, um estudo técnico em 230 lojas, ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions