A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Abril de 2019

02/02/2019 18:44

Movimento de volta às aulas faz papelarias limitarem acesso de clientes

Estabelecimentos esticaram horário de atendimento neste sábado, para da conta da demanda

Liniker Ribeiro e Bruna Pasche
Loja cheia de clientes que foram em busca de materiais escolares neste sábado (Foto: Henrique Kawaminami)Loja cheia de clientes que foram em busca de materiais escolares neste sábado (Foto: Henrique Kawaminami)

Parte das escolas particulares já retomaram as aulas, pelo menos para alunos do Ensino Fundamental, mas a grande maioria dos estudantes voltam a estudar entre os dias 4 e 18 de fevereiro. Com a aproximação do fim das férias, as livrarias e papelarias da Capital ficaram lotadas, neste sábado (2), obrigando estabelecimentos a limitar o acesso dos clientes por cerca de 5 horas.

Foi o caso da loja Shop Tudo, na Rua Dom Aquino. De acordo com o proprietário, o empresário Jorge Fernandes, o movimento foi tão grande que entre 9h e 16h as portas precisaram ficar fechadas. “Tivemos que controlar o acesso e ir liberando as pessoas aos poucos”, revelou. Para ele, o aumento na demanda tem a ver com a chegada de um mês novo.

“Virou o mês, algumas pessoas receberam, outras vão aproveitar que a fatura do cartão também virou, então é normal que haja esse crescimento nas vendas”, acredita.

 

Jorge Fernandes, proprietária de uma livraria na região Central da Capital (Foto: Henrique Kawaminami)Jorge Fernandes, proprietária de uma livraria na região Central da Capital (Foto: Henrique Kawaminami)

Na livraria Mateplas, também na Dom Aquino, o acesso dos clientes também precisou ser controlado. “Os últimos dias já haviam sido movimentados, mas realmente muita gente veio hoje. Limitamos o acesso porque os caixas não estavam dando conta e até para que as pessoas tivessem mais conforto na hora de escolher o que comprar”, afirmou Diego Lenogne.

Sabendo que a procura seria alta neste fim de semana, ambas as lojas estenderam o horário de atendimento. A primeira delas antecipou a abertura em meia hora e atrasou por uma hora o fechamento. O mesmo fez o segundo estabelecimento, que ainda decidiu abrir neste domingo (3), das 9h às 13h. “Queremos atender toda a demanda”, ressalta Diego.

Até mesmo quem sempre antecipou a compra dos materiais em anos anteriores, para evitar filas, não conseguiu fugir do movimento de hoje. “Eu nunca tinha visto a loja tão movimentada assim, porque para evitar essa situação, nos outros anos eu sempre vim antes. Mas fiquei enrolada com as coisas do trabalho e acabei deixando para vir hoje”, revelou a empresária Eliana Magalhães, de 39 anos, que foi comprar os materiais que o filho de 10 anos usará em 2019.

Mãe de uma aluna da Escola Juliano Varela, Maria Alice, de 66 anos, aproveitou o primeiro dia das férias do serviço para ir às compras. As aulas da minha filha começam só dia 18, mas aproveitei que recebi o dinheiro das minhas férias e tirou o dia para comprar os materiais”, relatou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions