A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

17/09/2016 16:41

Movimento LGBT faz vigília na Capital em solidariedade a jovem espancado

Ricardo Campos Jr.
Davi foi encontrado desacordado perto do campus da UFMS de Três Lagoas (Foto: arquivo pessoal / reprodução Facebook)Davi foi encontrado desacordado perto do campus da UFMS de Três Lagoas (Foto: arquivo pessoal / reprodução Facebook)

O movimento LGBT fará uma vigília neste sábado (17) em Campo Grande, das 20h às 23h, em solidariedade com Davi, espancado em Três Lagoas durante a madrugada. Amigos acreditam que o caso esteja ligado com a homofobia. O evento está sendo organizado pelas redes sociais e será realizado na Praça do Rádio Clube.

Conforme a descrição feita pelo Facebook, a vítima foi levada ao hospital e já recebeu alta. Ela foi para a casa. Até o momento, apenas 23 pessoas já confirmaram presença, enquanto outras 19 demonstraram interesse. A publicação já foi compartilhada com 577 internautas.

O caso - Davi Masther, como é identificado no Facebook, estava a caminho de uma lanchonete quando foi espancado por um grupo de pessoas. O amigo que ele encontraria no local disse em uma postagem que estranhou a demora e resolveu entrar em contato.

A vítima atendeu e, com a voz fraca, disse que havia sido agredido perto do campus da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Imediatamente o rapaz foi ao local e encontrou a vítima caída, desacordada, embaixo de uma árvore. Depois de alguns minutos ele acordou, mas estava bastante debilitado.

“Davi Masther fez um post reclamando de preconceito e uma hora depois foi agredido. Coincidência? Não!”, disse o amigo na rede social. Não há informações sobre o estado de saúde dele.

O Campo Grande News entrou em contato com a Polícia Civil que não soube informar se o caso foi registrado pela inacessibilidade do sistema Sigo, onde os boletins são armazenados



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions