A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

02/01/2017 17:44

MS tem 10 cidades em alerta de surto de dengue, chikungunya e zika

Paulo Nonato de Souza

O Ministério da Saúde vai repassar aos municípios e ao Distrito Federal R$ 152 milhões para reforçar o combate ao Aedes aegypti durante o verão. O recurso será liberado aos municípios detectados em situação de alerta ou risco de dengue, chikungunya e zika em duas etapas.

Na primeira, as cidades receberão R$ 91,2 milhões. O repasse da segunda parcela está condicionado ao cumprimento de alguns critérios, cujas informações deverão ser consolidas pelas secretarias estaduais de Saúde e repassadas ao ministério até o dia 30 de junho de 2017.

De acordo com o LIRA (Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti) de 2016, realizado pelo Ministério da Saúde, em conjunto com os municípios, 10 cidades de Mato Grosso do Sul estão em situação de alerta ou risco de surto de dengue, chikungunya e zika. Desses, o município de Amambaí está em risco, outros nove aparecem em alerta e 43 estão em situação satisfatória, incluindo Campo Grande.

Dengue - O Brasil registrou, até 10 de dezembro de 2016, 1.487.673 casos de dengue. Sudeste e Nordeste apresentam os maiores números de casos com 855.425 casos e 323.558 registros, respectivamente. Em seguida estão as regiões Centro-Oeste (197.033), Sul (73.196) e Norte (38.461).

Zika - Foram registrados 211.770 casos prováveis até o dia 10 de dezembro, o que representa uma taxa de incidência de 103,6 casos a cada 100 mil habitantes. A transmissão autóctone do vírus foi confirmada a partir de abril de 2015. O Ministério da Saúde tornou compulsória a notificação dos casos de zika em fevereiro deste ano. A região Sudeste teve 90.625 casos prováveis da doença, seguida das regiões Nordeste (75.733); Centro-Oeste (31.707); Norte (12.749); e Sul (956). Considerando a proporção de casos por habitantes, a região Centro-Oeste fica à frente com incidência de 205,3 casos/100 mil habitantes, seguida do Nordeste (133,9); Sudeste (105,7); Norte (73,0); Sul (3,3).

Chikungunya - Foram notificados, até 10 de dezembro, 263.598 casos prováveis de Chikungunya. Neste ano, foram registrados 159 óbitos pela doença nos estados de Pernambuco (54), Paraíba (32), Rio Grande do Norte (25), Ceará (21), Rio de Janeiro (9), Alagoas (6), Bahia (4), Maranhão (5), Piauí (1), Sergipe (1) e Distrito Federal (1).

Estado terá recurso extra de R$ 2,1 milhões para combater Aedes aegypti
O combate ao Aedes aegypti em Mato Grosso do Sul terá recurso extra de R$ 2,1 milhões. De acordo com o Ministério da Saúde, o dinheiro é para intensi...
Combate ao Aedes aegypti é o maior desafio da saúde brasileira, diz ministro
Para o ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse hoje (26) que o combate ao mosquito Aedes aegypti é o maior desafio da saúde brasileira atualmente. E...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions