A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

28/02/2014 23:41

Mulher é condenada pelo Tribunal de Justiça por estelionato

Alan Diógenes

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul condenou nesta sexta-feira (28) uma mulher pelo crime de estelionato por cinco vezes e por uma tentativa de estelionato. A pena é de de 2 anos e 3 meses de reclusão.

No dia 27 de março de 2006, Luana Pereira Contatore, utilizou indevidamente os documentos pessoais de Mariana Rezende Ferreira, que tinham sido extraviados. A acusada tentou adquirir o cartão Renner, na loja do Shopping Campo Grande, mas não conseguiu, porque a vendedora da loja percebeu que já existia cadastro com aquele nome e entrou em contato telefônico com a vítima, que confirmou a falsidade, tempo em que a acusada fugiu.

Além disso, Luana fez um contrato de financiamento com a BV Financeira para a aquisição de um veículo, também com os documentos pessoais da vítima. E, no dia 17 de março, emitiu certificado de registro do veículo junto ao Detran/MS. Duas linhas telefônicas, uma ligação de rede elétrica, uma conta bancária no Banco Bradesco e um celular também foram adquiridos pela acusada.

O juiz substituto da 6ª Vara Crimina Vitor Dias Zampieri, analisou que, de todos os sete fatos narrados, há provas suficientes de que a autora praticou o estelionato por cinco vezes, além de uma tentativa de estelionato. Ela somente foi absolvida quanto ao fato de que solicitou a ligação de energia elétrica, pois não existem provas para configurar o crime.

Tribunal entrega unidade móvel do Juizado do Trânsito em Corumbá
Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande tornou-se a primeira comarca do interior a ter uma unidade móvel do Juizado do Trânsito nesta quinta-feira...
Tribunal de Justiça condena acusado de matar homem no Aero Rancho
Um homem foi condenado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (26), e ficara detido por sete anos e seis meses no regime s...
Tribunal de Justiça reduz honorários de R$ 72,7 milhões para 1 milhão
A 4ª Seção Cível do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) acatou pedido do Banco do Brasil e reduziu o valor dos honorários de R$ 72,7 mil...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions