A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

04/06/2014 10:43

Mulher que teve casa destruída pelo ex-marido terá medida protetiva

Aliny Mary Dias
Amigas vivem com medo de novas ações do ex-marido de Josimeire (Foto: Cleber Gellio)Amigas vivem com medo de novas ações do ex-marido de Josimeire (Foto: Cleber Gellio)

As apurações do incêndio que destruiu a casa de Cristiane Almeida dos Santos, 27 anos, no último sábado (31), no bairro Mário Covas, supostamente causado pelo ex-marido de Josimeire Fortunato de Paula, 30 anos, e amiga de Cristiane, já resultaram no pedido de uma medida protetiva para Josimeire.

O caso está sendo apurado pela Deam (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher) e Josimeire prestou depoimento na tarde de ontem (3). A mulher conta que a medida protetiva foi pedida à Justiça em caráter de urgência, já que a família corre risco.

“Na delegacia me disseram que iriam pedir para que a Justiça fosse rápida, para que a medida seja aprovada logo”, conta a mulher.

O ex-marido de Josimeire, identificado como Cláudio, apresentou-se na Polícia Civil na última segunda-feira acompanhado de um advogado. Ele foi ouvido e liberado e a mulher que perdeu tudo no incêndio não sabe do paradeiro do homem, mas teme novas ações do ex-marido. “A gente vive com medo e quer sair daqui de uma vez”, explica.

Doações - A tristeza e o desespero em ver roupas, móveis, comida, moto e até o salário do mês se transformarem em cinzas deu lugar à gratidão. Depois que o Campo Grande News mostrou a história das duas famílias no sábado e divulgou o contato das vítimas do incêndio, várias ligações carregadas da vontade de doar chegaram até as mães.

Mais de 20 pessoas, entre elas jovens, idosos, homens, mulheres e até crianças ajudaram as famílias. Foram doadas cestas básicas, caixas de leite, roupas, calçados e até uma televisão. Tudo serviu para encher a despensa de uma casa improvisada onde Josimeire vivia antes de se mudar para a casa da amiga Cristiane, na época ela fugia das ameaças do ex-marido.

Casa foi destruída no último sábado e seis crianças estavam no imóvel (Foto: Marcos Ermínio)Casa foi destruída no último sábado e seis crianças estavam no imóvel (Foto: Marcos Ermínio)
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...
Prefeitura e Sebrae fazem estudo em lojas para revitalizar rua 14 de Julho
A prefeitura de Campo Grande a o Sebrae de Mato Grosso do Sul estão realizando na rua 14 de Julho, Centro da cidade, um estudo técnico em 230 lojas, ...


A medida protetiva não livra a mulher de um mal maior. Ou seja, a lei frouxa, deixa solto um criminoso que teve a coragem de colocar fogo na casa da ex esposa. Tá cheio de exemplo de tragédias piores cujos maridos teriam que cumprir medidas protetivas.
 
Adriano Magalhães em 04/06/2014 11:38:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions