ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  23    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Na Capital, trânsito mata em média sete pessoas por mês

As informações são do (Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito; no mesmo período do ano passado, foram 15 mortes no trânsito

Por Mariana Rodrigues | 26/02/2021 08:44
O acidente ocorreu no dia 4 de fevereiro de 2021, motorista e passageiro morreram na hora. (Foto: Direto das Ruas))
O acidente ocorreu no dia 4 de fevereiro de 2021, motorista e passageiro morreram na hora. (Foto: Direto das Ruas))

Campo Grande já registrou 14 acidentes com mortes no trânsito nesses dois primeiros meses de 2021. O mês de fevereiro ainda nem terminou e o número total já encosta no mesmo número do ano passado, quando foram registrados 15 acidentes com mortes no perímetro urbano.

Conforme informações do GGIT (Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito) levou em conta vítimas fatais que morreram no local do acidente, ou que chegaram a ser atendidas e encaminhadas para a Santa Casa e morreram em um período de 30 dias.

No ano passado, conforme boletim do BpmTran (Batalhão Polícia Militar de Trânsito) do Programa Vida no Trânsito, coordenado pelo Ministério da Saúde, foram nove pessoas mortas no trânsito de Campo Grande, enquanto neste ano, 10 pessoas já morreram no primeiro mês do ano.

As informações fazem parte do Programa Vida no Trânsito, coordenado pelo Ministério da Saúde. (Foto: BpmTran/Divulgação) )
As informações fazem parte do Programa Vida no Trânsito, coordenado pelo Ministério da Saúde. (Foto: BpmTran/Divulgação) )

Ainda conforme o boletim, dos dez mortos, sete eram motociclistas, um pedestre e dois condutores de carro.

No mês de fevereiro foram seis mortes em 2020, e nesse ano até o dia 23 o registro era é de quatro mortes. Destas, uma de motociclista, duas de motoristas de carro e um passageiro. Um dos casos que chamou atenção ocorreu no dia 4 de fevereiro, na Avenida Guaicurus, em Campo Grande. Colisão entre dois carros de passeio matou motorista e passageiro.

O motorista de um Gol seguia com uma passageira em alta velocidade, “a mais de 100 km/h", conforme informou uma testemunha, quando se envolveu em acidente com um Renault Scénic.

O impacto foi tanto que o carro acabou completamente destruído e os dois ocupantes do Scenic morreram na hora.

Ainda conforme o boletim, a validação destas informações é feita após 90 dias do fechamento do trimestre, ou seja: janeiro, fevereiro e março, só serão validados em julho, quando for feito o cruzamento de informações dos Boletins de Ocorrência/BpmTran com as Declarações de Óbitos.

O total de óbitos se refere às mortes cujos acidentes acorreram na área urbana de Campo Grande e região periurbana (não incluídos rodovias). A área urbana possui maior circulação de veículos e faz parte do monitoramento do Projeto Vida no Trânsito.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário