A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

14/05/2012 09:49

Justiça Itinerante faz 50% mais casamentos do que divórcios

Nadyenka Castro

Dados são referentes aos atendimentos realizados gratuitamente pelas unidades que vão a bairros de Campo Grande

Maioria dos atendimentos realizados pela Justiça Itinerante no primeiro trimestre deste ano, em Campo Grande, o casamento supera em 50% o número de divórcio.

De acordo com informações do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), foram 1028 casamentos e 487 casos de divórcios diretos, aqueles em que não é preciso fazer a separação antes.

No ano passado, 4.555 casamentos foram oficializados pela Justiça Itinerante, sendo a maioria no bairro Piratininga, com 633 ocorrências e o menor índice foi no bairro Macaúba: 129.

Campeão em casamentos, o Piratininga também recebe o mesmo título em divórcios. Dos 1.175 casos em 2011 na Capital, 242 foram no bairro. O Dom Antônio Barbosa registrou a menor quantidade: 43.

Já neste ano, o mês com o maior número de divórcios foi março, com 200 registros, sendo que 195 casos resultaram em acordo, três não e duas audiências de conciliação foram redesignadas.

Já o mês com menor índice foi janeiro, com 119 acordos, uma tentativa de conciliação não estabelecida, duas redesignações e dois arquivamentos, totalizando 124 casos.

Nos primeiros três meses deste foram 8.806 ações em tramitação na 8ª Vara do Juizado Especial – Justiça Itinerante. O serviço é oferecido em 17 bairros de Campo Grande.



ESTADE PARABENS, O PESSOAL DE CAMPO GRANDE, POIS E VEJO A JUSTIÇA INTINERANTE COMO UM ERRO SOCIAL, EM RELAÇÃO AO CASAMENTO, MAS TEM HORA QUE A MÁSCARA CAI, É ESSE CASO, POIS OUVIA FALAR EM MUITAS DISSOLUÇÕES, ATÉ JÁ PUBLIQUEI MATÉRIA CONTRÁRIA, MAS FICO AGRADECIDO DE VER ESSA PESQUISA, QUE DEUS DE MUITA INTELIGÊNCIA E SABEDORIA AOS JOVENS ACADÊMICOS, QUE SE POSSÍVEL, REALMENTE ACONSELHEM O CASAMEN
 
pedro braga em 14/05/2012 04:49:08
Gostaria de uma complementação nesta informação. Na justiça itinerante são realizados CASAMENTOS, ou reconhecimento de união estável? É preciso atenção quanto a isso para que não se transmita informações incorretas. Lembrando que União Estável não é casamento, quem vive em união estável continua tendo o estado civil anterior ao da união.
 
Lucia Sanches em 14/05/2012 04:07:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions