ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 27º

Capital

Namorada conta que policial penal tentou "puxar arma" para ela durante surto

Homem estava sob o efeito de drogas e alcóol e com crise de ciúmes, agrediu namorada e mecânico

Por Cristiano Arruda | 04/08/2021 11:33
Imagem feita por testemunhas mostra policial penal ao lado do veículo. (Foto: Reprodução)
Imagem feita por testemunhas mostra policial penal ao lado do veículo. (Foto: Reprodução)

"Sua vagabunda, eu vou dar dois tiros em você, tá me traindo", ouviu a namorada durante surto e confusão em posto de combustíveis, na noite de ontem. Em depoimento após prisão do policial penal federal, ela falou do medo diante da cena.

De acordo com a vítima, a confusão teria começado por uma crise de ciúmes do namorado, diante de conversa com mecânico que prestava serviços depois de pane no carro dela.

A mulher diz que levou tapas e socos do autor, além de ter seu carro destruído por uma barra de ferro. Durante o bate-boca, o policial teria puxado uma arma da cintura, mas a mesma estava no veículo, que deverá passar por uma avaliação, indicando os prejuízos.

O mecânico, que também foi agredido com soco no rosto, prestou depoimento e registrou queixa contra o agressor.

O policial penal foi encontrado em casa e preso em flagrante e deve passar por audiência de custódia na tarde desta quarta-feira (4), na Capital.

Caso - A confusão começou em um posto de combustível na Afonso Pena, ao lado do Camelódromo, após o veículo da vítima apresentar problemas. Como o carro ja havia passado por um mecânico, ela resolveu chamar o mesmo para fazer a reparação.

Em determinado momento, o autor teria ouvido a namorada chamar o homem de "meu amor" e surtou de ciúmes, agredindo a mulher e o trabalhador, além de destruir o carro da mulher.

Ele foi preso em casa e contou aos policiais que havia feito a ingestão de bebida alcoólica e feito uso de cocaína.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário