A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

29/10/2012 18:16

Nos 30 anos de Ike, morto por um PM, o parabéns não terminou

Técnico de enfermagem completaria 30 anos nesta segunda-feira

Nadyenka Castro
Sepultamento de Ike, na data que ele completaria 30 anos. (Fotos: Minamar Júnior)Sepultamento de Ike, na data que ele completaria 30 anos. (Fotos: Minamar Júnior)

Seria mais uma data para desejar muitos anos de vida. Mas, nos 30 anos de Ike Cezar Gonçalves, 29, o parabéns não terminou. Morto com um tiro pelo policial militar Bonifácio dos Santos Júnior, de 36 anos,  na madrugada desse domingo, o técnico de enfermagem foi sepultado na tarde desta segunda-feira, quando completaria 30 anos.

Assim como no velório, muita gente foi ao enterro. Eram familiares, amigos e colegas de trabalho. Emocionados, lembravam das qualidades de Ike e buscavam em Deus o conforto para o coração.

“Vou continuar a viver, a viver sem um pedaço de mim. Só com ajuda de Deus”, fala Jaci Vieira, mãe de Ike e de outros dois irmãos dele. Abalada, ela não preferiu não conversar com a imprensa.

Os amigos lembravam das qualidades do pai de três filhos, técnico de enfermagem e ainda empresário. Entre os elogios, os que mais se ouvia eram: pessoa maravilhosa, companheiro, tranquilo, amigo. “Ele era sempre apaziguador. O modo de tratar as pessoas, sempre sereno”, diz o estudante de enfermagem Marcos Paulo do Nascimento, 22 anos.

Em lágrimas, a esposa de Ike lembrou do bom pai que era. Familiares e amigos de longa citaram que policial matou trabalhador. “A Polícia matou um cara que aos 10 anos vendia vassoura”, “a Polícia matou um cara exemplar”.

Amigos, familiares e colegas de trabalho de Ike, no cemitério. Amigos, familiares e colegas de trabalho de Ike, no cemitério.

A revolta expressada nas palavras de adeus foram seguidas por palmas e muito, muito choro. E foi também com palmas que o “parabéns pra você” terminou. A canção só teve o primeiro verso. “Não fazia sentido terminar”, justificou a tia de Ike, Janete Vieira do Nascimento, 37 anos.

Tio e policial – “Me sinto envergonhado com a atitude dele”, fala o policial militar e tio de Ike, Wanderly Lescano Ferreira, 46 anos, sobre a crime cometido pelo colega de farda. 

Emocionado, Vanderly lembra que todo policial recebe treinamento, orientações e passa por avaliações e, para ele, Bonifácio é “um camarada que jamais deveria estar no meio”. 

Policial militar há 23 anos, Vanderly explica que a revolta não é só porque a vítima é o sobrinho dele. “Não é só por isso. Ficaria também se fosse com qualquer outro”.

Max Bruno, 19 anos, amigo de Ike que estava com ele no momento da confusão afirma que a vítima só queria acabar com a discussão e ir embora. “Ele pedia para parar, para gente conversar, que a gente já tinha apanhado”, disse.



Engraçado quando acontece um fato desse as pessoas julgam os "POLICIAS". Aeh vem um e diz mais não Foi o "POLICIAL" que fez isso, foi uma pessoa qe se aproveitou da sua farda, arma e topete! para cometer delitos... Mais porque esse individio qe aproveitou e tal, não é julgado igual uma pessoa normal? Afinal ele apenas aproveitou da sua profissão; neh??

E enquanto esse policial cumpre sua pena la no Hotel "presideo militar" e os familiares sofrem com a dor da perda
 
Patricia Verardi em 30/10/2012 11:52:55
Só rezo a Deus para nem eu e nem alguém da minha família encontrar um policial despreparado desse ou igual ao companheiro dele que entrou esses dias em uma residência atirando até em crianças e não deu em nada.
Todo mundo sabe que o presidio militar é um hotel, eles tem do bom e do melhor lá, e até prestam serviço no radio amador e outras coisas mais, podem até dar uma "saidinha" rapidinho que o companheiro que se formou junto e está tirando guarda dá uma "segurada na barra". Agora eu pergunto, que prisão é essa?!!!
 
Sergio Padilha em 30/10/2012 08:53:46
O POLICIAL TÁ PRESO OU VAI RESPONDER PELO CRIME EM LIBERDADE? VAI A JÚRI POPULAR OU VAI PEGAR PENA ALTERNATIVA? CAIM, ONDE ESTÁ ABEL TEU IRMÃO? "EU NÃO SEI, EU NÃO SEI!!". ESPERA-SE QUE O ADVOGADO DE DEFESA NÃO VENHA COM AQUELA FAMOSA TESE ABSURDA DE QUE FOI LEGÍTIMA DEFESA. A POPULAÇÃO ESTÁ CANSADA DE PRESENCIAR FATOS COMO ESSE. DAQUI A POUCO VAI TER GENTE OPINANDO QUE FOI "MAIS" UM FATO ISOLADO. AUTORIDADES ADORAM ESSA FRASE: "FOI UM FATO ISOLADO"
 
ANA BRAVANEL em 30/10/2012 00:39:12
Infelizmente ainda existe muitos policiais despreparados para a função, este policial por exemplo, não estava de serviço, portanto quando ele viu a confusão o melhor seria chamar uma viatura que eles atenderiam imediatamente o chamado por tratar de um colega de profissão, mais enfim a tragedia ja aconteceu e agora ficam as consequencias, a familia da vitima querendo justiça e o policial sujeito a perder suas funções e a carreira, fato que também vai abalar sua familia, infelizmente mais uma vez o alcool foi o pivo central dos fatos.
 
juvenil marques em 29/10/2012 19:26:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions