A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

12/04/2014 13:15

Obras em UPA são retomadas e moradores esperam inaguração

Luciana Brazil
Prefeito visita obra retomada  da UPA no bairro Jardim Leblon. (Fotos: Marcelo Victor)Prefeito visita obra retomada da UPA no bairro Jardim Leblon. (Fotos: Marcelo Victor)
O aposentado Honorato acompanha os trabalhos desde antes da paralisação. O aposentado Honorato acompanha os trabalhos desde antes da paralisação.

As obras no prédio da UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) do bairro Jardim Leblon, em Campo Grande, paralisada há cinco meses, já foram retomadas pelo prefeito Gilmar Olarte (PP). Moradores da região estão ansiosos com a inauguração da unidade, prevista para agosto deste ano. 

“Não vejo a hora de poder ser atendida perto da minha casa. Vai ser bem mais fácil, não vou precisar ir tão longe”, disse a professora Vânia Souza, 47 anos.

A UPA terá capacidade para atender até 40 leitos, seis deles de emergência.

Por falta de repasse do município, a construção foi interrompida totalmente em novembro do ano passado.

“Vai ser muito bom quando estiver pronto. Uma maravilha. Hoje, eu e meu marido, que tem pressão alta, precisamos ir até o posto do bairro Caiçara para receber atendimento. E demora bastante para ser atendido”, disse a aposentada Ivanir Maria da Silva Braga, 66 anos.

Hoje pela manhã, Olarte visitou o local da obra. “Meu foco é fazer as coisas andarem. Quero ver celeridade, melhorar o atendimento na saúde, oferecendo novas unidades e reformando as já existentes”, comentou Olarte.

Foram investidos R$ 4,2 milhões para a construção do prédio. Desse total, R$2,2 milhões são contrapartida do município. O restante é oriundo do governo Federal.

A unidade começou a ser construída em setembro de 2012, quando Nelson Trad Filho (PMDB) ainda era prefeito da Capital.

Porém, as obras foram interrompidas durante a gestão do ex-prefeito Alcides Bernal (PP), cassada em março deste ano. Segundo o proprietário da construtora Colleto Engenharia, Ariel Raghiant, responsável pela obra da UPA, a interrupção só aconteceu por falta de pagamento.

“Desde novembro a obra está totalmente parada”, ressaltou Ariel.

Com 1.760 metros quadrados, a UPA terá 22 leitos para enfermaria, 12 leitos para observação e seis para atendimentos de emergência.

“Essa obra estava parada e, graças a Deus, agora vai ficar pronta”, disse aposentado Honorato Nunes, 74 anos. Na hora de cuidar da saúde, ele recorre ao posto do bairro Bonança. “Preciso ir até lá para ser atendido. Eu fundei este bairro, moro aqui desde 66, e é uma glória ver essa unidade pronta”, completou.

O policial militar José Ademir de Almeida, 54 anos, mora no bairro Nova Bandeirantes, próximo ao Jardim Leblon. Ele afirma que com a inauguração da unidade, procurar atendimento em caso de necessidade ficará mais fácil.

“Eu tenho plano de saúde, mas já precisei do posto, tanto para minha família, quanto para pessoas que às vezes precisam da nossa ajuda. Aqui vai ficar bem mais perto, bem melhor”.

A mobília e os equipamentos utilizados no local farão parte de outro processo ainda em análise. Conforme o prefeito, se já houverem recursos alocados a licitação será feita com urgência. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions