A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

05/07/2013 08:10

Obras quase prontas estão paradas porque prefeitura quer nova licitação

Jéssica Benitez
Secretário diz que muro dificulta atendimento em UPA (Cleber Gellio)Secretário diz que muro dificulta atendimento em UPA (Cleber Gellio)

Das mais de 50 obras e serviços que foram deixados em andamento pela administração anterior em Campo Grande, seis estão suspensas sem previsão de retomada, aguardando novo processo de licitação na gestão do prefeito Alcides Bernal (PP). Duas estão com mais da metade da construção finalizada, mesmo assim pararam.

A UPA (Unidade de Pronto Atendimento) das Moreninhas, por exemplo, está praticamente pronta. Mas, segundo o secretário Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação (Seinthra), Semy Ferraz, o projeto apresentou alguns problemas havendo necessidade de alteração, com acréscimo de investimento e, portanto, nova licitação.

“O projeto inicial não integrava a UPA ao hospital da mulher que fica ao lado da obra. Havia um muro dividindo o espaço e isso criava dificuldade de atendimento. Tivemos que refazer o projeto, o prefeito autorizou e vamos licitar de novo”, explicou.

A UBSF (Unidade Básica da Saúde da Família) do bairro Arnaldo Estevão de Figueiredo enfrenta outro tipo de empecilho. Lá os moradores não aceitaram o local escolhido para construir a unidade que era em uma pracinha da região. Desta forma, a prefeitura está em busca de outro lugar para então reformular o projeto e promover processo de licitação novamente.

A obra do Cristo Redentor, nas proximidades do Itamaracá, passa pelo mesmo impasse. O projeto também tem problema de localização. Segundo Semy a UBSF seria construída em cima de um lixão. “Estamos procurando outro espaço e teremos que licitar de novo”, disse.

No caso de nova escola no bairro Paulo Coelho Machado a “culpa” pela estagnação da obra seria da empresa Homex que construiu um condomínio no bairro sob a condição de também erguer um centro educacional com recursos próprios. (Foto: Cleber Gellio)No caso de nova escola no bairro Paulo Coelho Machado a “culpa” pela estagnação da obra seria da empresa Homex que construiu um condomínio no bairro sob a condição de também erguer um centro educacional com recursos próprios. (Foto: Cleber Gellio)

Outros entraves – No caso de nova escola no bairro Paulo Coelho Machado a “culpa” pela estagnação da obra seria da empresa Homex que construiu um condomínio no bairro sob a condição de também erguer um centro educacional com recursos próprios.

“Ocorre que a empresa desistiu e saiu de Campo Grande deixando a escola pela metade. Dos R$ 4,7 milhões que deveriam ser investidos, a Homex pagou somente R$ 2,3 milhões”, contou o secretário. Agora a prefeitura pleiteia com a Semed (Secretaria Municipal de Educação) R$ 2,4 milhões para finalizar a obra.

Parada desde outubro de 2011, a UPA Parati foi retomada na semana passada. Semy explicou que o problema na construção foi na fundação que inicialmente era moldada em loco (quando faz a fundação e coloca o concreto em cima), mas o solo do terreno era ruim.

“Aí tiveram que colocar uma fundação com estacas que é mais cara. A empreiteira ficou sem receber por um tempo porque a verba precisava ser reprograma na Caixa Econômica Federal, mas a empresa não quis esperar e abandonou a obra. Retomamos agora e até março de 2014 vamos concluir”, finalizou.



Melhor demorar e fazer bem feito. estive em algum posto, em dia de chuva e a água cai mais dentro do que fora. Esse posto tem menos de 1 ano e já desse jeito, a porta do banheiro feminino não fecha porque está empenada, oras, se para construir sua casa você quer garantia do serviço, tem que ser assim também com obras públicas, mas o problema é que não havia fiscalização, entregavam uma obra bonita, moderna, porém, podre. Acredito que na nova administração está sendo diferente.se existe presscedete que indica superfaturamento, e justo de rever o contrata, se nada se encontra inrregular por que não a mesma impressa, o que não pode e ter dividas
 
maragarida jara em 06/07/2013 09:03:42
Tem que licitar mesmo. O asfalto da Bandeiras, ficou muito mais barato. Firme Bernal.
 
Valter Oliveira em 05/07/2013 18:25:56
Palhaçada!! Com certeza isso é pra tirar o dele. Quero só ver mesmo se vão terminar essas obras.
 
Ricardo Sadyama em 05/07/2013 16:17:05
Na real, essa cultura que busca dificultar a administração do Bernal, não é contra o Bernal, mas sim, desmoralizar o próprio Povo Campo-Grandense.
Esta perseguição orquestrada contra o Bernal, faz parte daquela Cultura Anti-Democrática, de que o Governante deve representar os desejos de uma minoria, contra a representatividade da maioria.
 
JOSÉ NASCIMENTO em 05/07/2013 15:58:27
Pra quem não sabe é normal toda administração fazer mudanças visando melhoria das coisas, estão falando em desvio de verbas, o que dizer das obras mal feitas, superfaturadas e muitas nem entregues a população como a contenção de enchentes do rio Anhandui próximo ao Guanandizão que só consumiram dinheiro e nunca foi feito, ou o povo só vê a maquiagem que o ex prefeito deixou para trás?
 
Junior Ferreira em 05/07/2013 12:30:40
tem que fazer nova licitação sim, rever contratos , e vistoriar tudo, como é que o novo prefeito vai assumir uma obra, com licitações anteriores, e se esta licitação estiver superfaturada cai nas costas de quem?
 
zenaide rocha em 05/07/2013 11:51:12
POIS PREFEITO O POVO QUERENDO MAIS SAÚDE VOCÊ QUERENDO FAZER CITAÇÕES, EU ACHO QUE O SENHOR DEVE VER QUE O POVO ESTA CANSADO DE SER JUDIADO, AS NOSSAS CRIANÇAS SEM PEDIATRAS, SEM CLINICO GERAL, SEM REMÉDIO, SÓ DIPIRONA NÃO DA. COMO O POVO VAI VIVER ASSIM DOENTES VAMOS PREFEITO FAZ ALGO PELO POVO LOGO.
 
rosimeire gomes morais em 05/07/2013 11:02:17
nova licitação, desvio de verba já....kkkkkkkkkkk
 
andrea moreira em 05/07/2013 10:12:38
Uma pergunta posso?
isso num cheira a desvio de verbas??
só pensando...
 
Caio Prado em 05/07/2013 09:43:36
Melhor demorar e fazer bem feito. Fui no UBSF Botafogo em dia de chuva e a água cai mais dentro do que fora. Esse posto tem menos de 1 ano e já desse jeito?????? a porta do banheiro feminino não fecha porque está empenada, oras, se para construir sua casa você quer garantia do serviço, tem que ser assim também com obras públicas, mas o problema é que não havia fiscalização, entregavam uma obra bonita, moderna, porém, podre. Acredito que na nova administração está sendo diferente.
 
Mara de Oliveira em 05/07/2013 08:58:56
E o dinheiro do contribuinte indo pro esgoto...... Lógico que a quadrilha da atual administração iria cancelar os contratos feitos pela adm anterior.. agora eles Licitam e colocam as empreiteiras ligadas a eles. para terminarem as obras.

Não, não acredito nisso, no País que eu vivo, estas coisas não acontecem.. isso é coisa da nossa imaginação..

Neste país, somos governados por pessoas sérias, competentes e preocupadas com os rumos da política, da educação.. e não pensam em tirar proveito de nada..

 
odracir siarom em 05/07/2013 08:47:04
Isto esta cheirando mal, refazer licitação e entrar com nova empreiteira em obra que já esta praticamente concluída, no momento que a população esta querendo acabar com a corrupção na politica, isto esta parecendo 20X80
 
odair rosa em 05/07/2013 08:36:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions