A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

16/11/2015 14:45

Pais e estudantes protestam contra fechamento de escola do Sesi

Edivaldo Bitencourt e Alan Diógenes
Pais e estudantes promoveram protesto pacífico no início da tarde (Foto: Gerson Walber)Pais e estudantes promoveram protesto pacífico no início da tarde (Foto: Gerson Walber)

Um pequeno grupo de pais e estudantes protestou, no início da tarde de hoje (16), contra o fechamento da escola do Sesi (Serviço Social da Indústria) no Conjunto José Abrão, na saída para Rochedo. Eles querem a manutenção do estabelecimento, que contempla estudantes do ensino fundamental e médio.

A manifestação aconteceu na frente do prédio da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul) e reuniu apenas 10 pessoas. O fracasso do ato é atribuído à pancada de chuva, que ocorreu logo após o almoço no Centro da Capital.

Segundo a corretora Tatiana Lopes, 44 anos, o colégio oferece ensino de qualidade e com baixOs valores. A mensalidade para os estudantes até o 6º ano do ensino fundamental é de R$ 224, enquanto os alunos até o 9º ano e o ensino médio pagam R$ 233. O valor dos filhos de trabalhadores na indústria é ainda menor, de R$ 110.

Tatiana lamenta que a Fiems feche a escola em decorrência dos cortes promovidos pelo Governo federal no repasse do Sistema S, que será 30% menor em 2016. 

“É uma educação excelente e com baixo custo”, lamentou a mãe de aluno, a dona de casa Tatiane da Rocha, 43, que também participou do protesto. Ela disse que o custo de educação semelhante na rede privada não fica abaixo de R$ 500 por mês.

Em comunicado enviado aos pais, a Fiems e o Sesi informaram que a escola do Bairro José Abrão será fechada a partir de 2016. Os estudantes a partir do 7º ano do ensino fundamental poderão ser matriculados na Fatec, a faculdade do sistema, que fica no Centro da Capital.

O Movimento Mães da Escola do Sesi pretende manter a mobilização em defesa do estabelecimento no José Abrão. Eles citam o Japão, que apostou na educação para superar a devastação causada pela 2ª Guerra Mundial, e recomendam que o Brasil siga o mesmo caminho para vencer a atual crise.

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, informou, por meio da assessoria de imprensa, que deve divulgar nota sobre o protesto ainda nesta segunda-feira.

Confundido com ladrão, homem causa acidente e acaba agredido
Flávio Guimarães Fernandes, 39 anos, foi confundido com ladrão e agredido por moradores após se envolver em acidente. O caso aconteceu na madrugada d...
Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...


O RESULTADOS DAS PAUTAS BOMBAS DE EDUARDO CUNHA PARA SANGRAR A ARRECADAÇÃO DO GOVERNO FEDERAL E DERRUBÁ-LO DEU NISSO, O POVO COMO REFÉM DOS VAGABUNDOS DO CONGRESSO.
 
jezilson em 16/11/2015 19:41:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions