ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Para aliviar trânsito, prefeitura cogita até proibir estacionamento em vias

Primeira alternativa, no entanto, é implantar a chamada onda verde e orientar motoristas sobre outras opções de acesso

Por Mayara Bueno | 11/08/2018 14:30
Veículos parados em hora de pico na avenida Mato Grosso. (Foto: André Bittar/Arquivo).
Veículos parados em hora de pico na avenida Mato Grosso. (Foto: André Bittar/Arquivo).

Com as ruas cheias e trânsito complicado, especialmente nos horários de pico, orientar motoristas sobre vias e, em última hipótese, proibir o estacionamento em avenidas como a Afonso Pena, são alternativas que a prefeitura de Campo Grande avalia.

Quem trafega pelas principais vias dos bairros nota a fila grande que se forma no fim do dia. A situação piora se for em avenidas que ligam a cidade de um lado para outro. A foto publicada mostra veículos parados na avenida Mato Grosso em horário de pico. 

Segundo o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), estudos sobre a implantação da chamada "onda verde" está quase no fim. Essa é uma das apostas para melhoria do trânsito, já que os semáforos sincronizados melhora o fluxo dos carros e motos.

"Se isso não frear o estresse em alguns momentos, nós vamos criar as vias alternativas, orientar os motoristas a pegar outras vias que não são utilizadas. Na última hipótese, nós vamos começar a colocar faixas amarelas para proibir estacionamento, em todos os lugares onde estamos fazendo o estudo técnico [da onda verde]".

Para o chefe do Executivo municipal, Campo Grande cresceu em número de carros e motos, mas os motoristas ainda têm espécie de vícios que podem dificultar o fluxo.

"Não aprenderam a usar vias indiretas, pegam Afonso Pena, Mato Grosso, avenidas principais, tem mania de parar em faixa dupla, de não dar seta, estacionar em local inadequado e isso tudo traz transtorno".

Estas situações podem fazer com que as avenidas percam suas áreas de estacionamento para "ganharem" mais uma faixa de rolamento. No entanto, por enquanto, o concreto é a implantação da onda verde em locais onde não tem e reformulação em vias que já contavam com o sistema. O estudo técnico em vias como Antônio Maria Coelho, Afonso Pena, Mato Grosso, está prestes a ser finalizado, afirmou o prefeito, para ser implantado.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário