A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

11/12/2015 10:06

Parceria entre Exército e Sesau já recolheu 3,1 mil pneus em bairros da Capital

Flávia Lima
Militares retornara em alguns bairros devido a grande quantidade de material descartado nas ruas. (Foto:Gerson Walber)Militares retornara em alguns bairros devido a grande quantidade de material descartado nas ruas. (Foto:Gerson Walber)

Levantamento prévio do chefe de serviço do Controle de Vetores e Endemias, Wagner Ricardo dos Santos, aponta o recolhimento de 3.131 pneus durante ação de combate a dengue desencadeada na quarta-feira (9), em parceria com o Exército.

Só no primeiro dia de operação foram recolhidos 1.125 pneus, o que totalizou 5 toneladas de material levados ao eco ponto próximo ao terminal Nova Bahia. A expectativa até o final desta sexta-feira (11), é que as oito equipes visitem 40 borracharias nas sete regiões da cidade.

Com o período de chuvas, os pneus se tornam potenciais criadouros do mosquito Aedes aegypti. Os grupos contam com seis militares e um agente de saúde, que percorrem os bairros em caminhões do Exército.

De acordo com Wagner, devido a grande quantidade de material estocado nas borracharias e jogados em terrenos baldios, foi preciso realizar mais de uma visita em alguns bairros,já que a caçamba dos veículos chegou a lotar em menos de uma hora de operação, como ocorreu no Bairro Jardim Noroeste, um dos primeiros a receber a ação.

No local, a equipe recolheu 146 pneus em apenas três borracharias, obrigando o retorno nesta quinta-feira.
Nesta sexta-feira os 150 militares estão nos bairros Nova Lima, Veraneio, Mata do Jacinto, Vila Carlota e Dr. Albuquerque, Los Angeles, Dom Antonio e Lageado, Leblon, Taveirópolis, região central e Guanandi.

Segundo Wagner Santos, não haverá necessidade de retornar a essas regiões na próxima semana. Os bairros que estão em alerta em razão da alta incidência da doença são o Nova Campo Grande, visitado no primeiro dia da ação, Monte Castelo, Coronel Antonino, Vila Margarida, Jardim dos Estados, Tijuca, Aero Rancho e Jardim Batistão.

A Força Tarefa para recolher os pneus é realizada apenas no período da manhã em razão da logística do Exército. A ação acontecerá até abril.
Todos os militares envolvidos na operação receberam treinamento dos profissionais da Sesau antes de sair a campo.

Além dos militares, cerca de 400 agentes de controle de zoonoses e endemias, 1,2 mil agentes comunitários de saúde e 200 trabalhadores responsáveis pela limpeza nas ruas estão contribuindo no combate ao mosquito.

Imóveis fechados - Wagner Santos também destaca que desde a obtenção de alvará para entrar nos imóveis abandonados, concedida nesta quarta-feira, as equipes da Sesau já entraram em pelo menos dez imóveis cujos donos não haviam sido encontrados.

"A maioria da casas está na região central e estamos recebendo o apoio do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional)", diz.

Ele explica que nestas residências o acesso não foi complicado, já que muitas casas estavam arrombadas. Quanto aos imóveis que necessitam de ação de chaveiros para abrir as trancas, Wagner diz que deve acontecer até o final da próxima semana. "Estamos só esperando a prefeitura viabilizar a parceria com algum profissional", afirma.    



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions