A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

29/06/2018 07:17

Pedreiro que morreu em UPA tinha 42 anos e várias passagens pela polícia

A vítima, moradora da região, era fichada na polícia por furto, roubo e violência doméstica

Viviane Oliveira
Homem foi encontrado ferido em frente à UPA, recebeu atendimento médico, mas não resistiu (Foto: Saul Schramm)Homem foi encontrado ferido em frente à UPA, recebeu atendimento médico, mas não resistiu (Foto: Saul Schramm)

Foi identificado como Edimar da Silva Pinto, 42 anos, o auxiliar de pedreiro que morreu baleado na madrugada de ontem (28), na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Moreninha III, região sul Campo Grande. A vítima tinha várias passagens pela polícia por furto, roubo e violência doméstica.

Conforme boletim de ocorrência, por volta de 1h, funcionários da unidade de saúde escutaram dois estampidos e quando saíram para verificarem o que havia acontecido encontraram o homem com ferimento na coxa direita caído em frente à unidade.

Ele foi socorrido pelos servidores até a emergência. Os profissionais de saúde reanimaram a vítima por 40 minutos, mas sem sucesso. Ainda não há informação sobre a autoria nem a motivação do crime. Edimar teve a artéria femural (prolongamento da veia aorta) atingida pelo tiro.

O auxiliar de pedreiro era usuário de drogas. No bolso da calça dele, foram encontrados várias folhas com números de contas bancárias, uma bíblia e um estojo vazio de pó compacto - objeto usado para o consumo de droga. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, mas será investigado pelo 4º DP.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions