A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Abril de 2019

04/04/2019 08:05

Pela 2ª vez em meses, ladrões entram em farmácia e levam 2,5 mil de cofre

Caso ocorreu na madrugada desta quinta-feira (4); bandidos entraram no local pelo telhado

Kerolyn Araújo e Ronie Cruz
Bandidos entraram no local pelo telhado e cortaram o sistema de alarme. (Foto: Henrique Kawaminami)Bandidos entraram no local pelo telhado e cortaram o sistema de alarme. (Foto: Henrique Kawaminami)

Uma farmácia localizada na Rua Yokoama, no Bairro Santo Amaro, foi vítima de furto na madrugada desta quinta-feira (4). Os bandidos entraram no local pelo telhado e fugiram levando R$ 2,5 mil do cofre. É a segunda vez que o estabelecimento é furtado em um período de sete meses.

Segundo o boletim de ocorrência, por volta das 2h10 funcionários de uma empresa de segurança acionaram o gerente da farmácia, informando que havia tido um corte no sinal de alarme.

O gerente foi ao estabelecimento para verificar o que havia acontecido e percebeu que o local tinha sido novamente furtado. De acordo com a polícia, os bandidos entraram na farmácia pelo telhado, cortaram o sistema de alarme, arrombaram o cofre e furtaram aproximadamente R$ 2,5 mil.

 

Cofre foi arrombado pelos bandidos. (Foto: Henrique Kawaminami)Cofre foi arrombado pelos bandidos. (Foto: Henrique Kawaminami)
Bandidos também tentaram arrombar caixa eletrônico. (Foto: Henrique Kawaminami)Bandidos também tentaram arrombar caixa eletrônico. (Foto: Henrique Kawaminami)

Ainda segundo o registro policial, os autores também tentaram arrombar um caixa eletrônico. O dispositivo que armazenava as imagens das câmeras de segurança foi levado pelos ladrões.

Ao Campo Grande News, o gerente Jairo Eduardo da Silva, 36 anos, contou que acredita que os bandidos que agiram nesta madrugada sejam os mesmos que furtaram a loja há sete meses atrás. ''Entraram no local da mesma forma. Da outra vez também levaram quatro HDs do computador na intenção de prejudicar o sistema de monitoramento interno", disse.

A perícia esteve no local nesta manhã. O prejuízo total pode chegar a R$ 3,5 mil.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions