A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2018

22/08/2017 10:14

Plantão Cinderela' está longe de resolver problemas da saúde, diz sindicato

Ricardo Campos Jr.

O chamado “plantão Cinderela”, que reduz pela metade a jornada de trabalho da madrugada nas unidades 24 horas não é aceita individualmente pelos médicos e tende a prejudicar a população, na opinião do Sinmed-MS (Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul). Em nota encaminhada nesta terça-feira (22), a entidade de classe afirma que “a solução para a precariedade da saúde pública está longe de ser essa medida”, que foi adotada pelo município como forma de cortar gastos e atender às reivindicações salariais da categoria, que teve benefícios incorporados aos vencimentos.

“Em todo o país há a necessidade de mais médicos e em Campo Grande a gestão quer a cada dia diminuir o efetivo de profissionais da saúde. querem fazer economia utilizando a saúde da população”, diz o sindicato.

Valendo – O plantão Cinderela começou a vigorar ontem. Antes, os médicos trabalhavam 12 horas seguidas, das 19h às 7h. Com a mudança, a jornada passou a terminar a 1h. De acordo com o coordenador de Urgência e Emergência da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), Yama Higa, seis profissionais chegaram atrasados e outros cinco não compareceram ao serviço nessa segunda-feira.

Contudo, não há informação se eles têm atestados e se estavam escalados para o meio-plantão ou para o plantão completo. Em média, cada uma das 10 unidades 24 horas conta com 9 ou 10 profissionais escalados no período.

A prefeitura tomou por base, antes de bater o martelo sobre a redução de jornada, informações passadas pelos próprios profissionais e dados da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) a respeito da demanda no período noturno.

"Os médicos fizeram uma proposta. A prefeitura fez a contraproposta. E eles enviaram uma terceira proposta, onde nasceu essa a historia do plantão Cinderela. Eles mesmo disseram que não precisa ter dois médicos de 1h às 7h, porque diminui bastante a procura", comentou o prefeito Marquinhos Trad (PSD).

O Campo Grande News tentou contato com Yama Higa, mas ele estava em uma reunião e não pode atender a equipe de reportagem pelo telefone.

No 1º dia de 'plantão cinderela', postos somam cinco faltas na Capital
A implementação do "plantão cinderela" - quando parte da equipe cumpre apenas metade das 12h de plantão - na rede municipal de saúde não agradou todo...
Homem morre após ser baleado por rua do Jardim Monte Alegre
Homem, ainda não identificado, morreu depois de ser baleado pela Rua Padre Julião Urquiza, no Jardim Monte Alegre, região sul de Campo Grande. O crim...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions